Home»BEM-ESTAR»CORPO»Celulite, a diabólica casca de laranja está de volta

Celulite, a diabólica casca de laranja está de volta

Ela não se foi embora. Simplesmente, andou escondida nos meses mais frios, mas volta a gerar preocupações à medida que avançamos para o tempo quente. Mas porque é que a celulite incomoda tanto? Saiba mais sobre esta condição, o que é, como preveni-la e como tratá-la.

Pinterest Google+

Carolina Reis, 28 anos, assume que tem um ‘bocadinho [de celulite], mas é bastante leve, não se nota ainda». E também não é algo que a preocupe muito. Com os seus 63kg distribuídos pelo seu 1,57m, garante que gosta do seu corpo e se sente bem assim. «Já tive alguns complexos, quando tinha bastante mais peso que agora, mas quando emagreci isso (os complexos) desapareceu tudo».

 

Agora Carolina é uma adepta do exercício físico e frequenta o ginásio cerca de cinco vezes por semana, onde faz aulas e musculação. Quanto à alimentação, «tento ter cuidado e evito principalmente fritos. Mas não me privo de nada», partilha.

 

VEJA TAMBÉM: DE VOLTA AO GINÁSIO: 10 ALIMENTOS PARA GANHAR MÚSCULO E PERDER GORDURA

 

Estima-se que 85% das mulheres têm celulite, o que explica, em parte, o crescimento do mercado estético. Embora a celulite não seja uma ameaça para a saúde física, é vista como desagradável e indesejável. É um verdadeiro desafio tratar da celulite, ou lipodistrofia ginóide, uma condição dérmica chamada corriqueiramente de ‘casca de laranja’.

 

É causada pelas mudanças que ocorrem entre a derme e a hipoderme da pele. As células gordas (adipócitos)​ que constituem a hipoderme, ao sofrerem inflamação, incham e alteram a estrutura das fibras que as rodeiam e que fazem a conexão entre as diferentes camadas da pele. Estas mudanças, associadas a processos inflamatórios, má circulação e retenção hidríca, podem fazer com que as células de gordura se tornem muito grandes (inchem) e tentem ‘sair’, o que dá à pele uma aparência esburacada. Apesar de os homens também terem, curiosamente a celulite é vista quase como exclusiva do corpo feminino e desenvolve-se principalmente nas coxas, barriga e nádegas.

 

VEJA TAMBÉM: AS VANTAGENS DO BOXE: RENDA-SE AO DESPORTO DAS ANGELS

 

As culpas podem ser direcionadas para a genética, alterações hormonais e enzimáticas, obesidade, alimentação, sedentarismo, tabaco, má circulação sanguínea,​​​ entre outros.​​​​​​​

 

A alimentação tem uma influência crucial na ocorrência de celulite, esclarece a nutricionista Lilian Barros: «Uma alimentação rica em açúcares simples e farinhas e refinadas (como os bolos, bolachas, salgados e pães industrializados)​​​, gorduras de má qualidade (como fritos, refeições prontas e enchidos), o baixo consumo de fibras, frutas e vegetais, associadas à baixa ingestão de água contribuem para a formação de todos os fatores que podem causar celulite».

 

Artigo anterior

CELULITE, A DIABÓLICA CASCA DE LARANJA ESTÁ DE VOLTA

Próximo artigo

Cheira e parece café: o mesmo efeito no corpo é conseguido sugerindo o ambiente de um café