SAÚDE

Tamanho do cérebro não dita se somos mais ou menos inteligentes

Ter um cérebro grande não é sinónimo de ser mais inteligente, concluem cientistas após resumirem 88 estudos já publicados
Cientistas investigam porque é que os elefantes não têm cancro

Uma equipa de cientistas americanos descobriu uma característica genética que explica a raridade de casos de cancro nos elefantes e que pode ser a chave para novos avanços na prevenção da doença.
UE assinala 30 anos de luta contra o cancro

No ano em que assinala três décadas de luta conjunta contra o cancro, a União Europeia divulga dez factos que caracterizam a doença na Europa e a luta para a travar
images15ad815325510518e09837dd863f981c8799942f.jpg

Depois do produtor, a cor da embalagem é a segunda característica que mais influencia a escolha, seguindo-se a forma e a tipografia da caixa
imagesb8dc7686bf9ceed76396b946c7656b42dbd50b99.jpg

Os odores da transpiração que resulta de emoções, como ansiedade ou medo, podem dizer muito sobre o que sentimos, dizem os cientistas
images61101e4ab93d9bb42b551523ef218d3f63de8af3.jpg

O verão é a altura do ano em que ocorrem mais infeções vaginais. Altura propícia então para conversarmos com a médica Teresa Laginha, que esclarece algumas das dúvidas mais comuns.
Com a chegada dos dias quentes, certifique-se de que está a dar ao seu corpo toda a hidratação de que ele necessita

Com a chegada dos dias quentes, certifique-se de que está a dar ao seu corpo toda a hidratação de que ele necessita
images2c83059b0b451b258f9dfc62464b2446bc701931.jpg

A psicóloga Catarina Lucas é coautora do livro “Depressão: muito para além da tristeza”, que pretende clarificar as consequências e formas de tratamento de um estado depressivo. Falamos com a autora sobre aquela que é uma das doenças do século.
images22417b7857be5d4e26df1e1b82d6b8898a0e46d7.jpg

Um novo estudo vem comprovar os benefícios da dieta mediterrânica, desta feita por ajudar a manter o cérebro saudável
Descubra se é dependente do Facebook

Um estudo levado a cabo pela Universidade de Houston estabeleceu uma ligação entre o tempo passado a navegar no Facebook e o aparecimento de sintomas depressivos nos seus utilizadores