CORPO

A inatividade física é um fator de risco significativo para as doenças não transmissíveis. Globalmente, 23% dos adultos e 81% dos adolescentes não são suficientemente ativos. Veja 10 factos sobre a atividade física revelados pela Organização Mundial de Saúde.

A inatividade física é um fator de risco significativo para as doenças não transmissíveis. Globalmente, 23% dos adultos e 81% dos adolescentes não são suficientemente ativos revela a Organização Mundial de Saúde. Na semana em que se celebra o Dia Mundial da Atividade Física, a 6 dia abril, conheça a importância da atividade física para o seu bem-estar e saúde.
Respire fundo e melhore a sua condição física

Muitas das complicações que dão origem a dor, como a de ombros, costas ou pescoço, podem ser eliminadas com a prática da consciencialização respiratória. Por Teresa Manafaia.
Síndrome pré-menstrual

Costuma ter dores sem razão aparente? Não falo daquelas provocadas por uma lesão ou por uma sessão de exercício diferente ou mais forte. E sim das que aparecem do nada! Sente alívio quando toma anti-inflamatórios (como ibuprofeno), mas sabe que a toma contínua arrasa com a sua saúde? Por Teresa Manafaia.
O exercício faz bem à saúde, é um facto. No entanto, para muitas pessoas, ouvir dizer que a sua prática é saudável para o coração não é motivação suficiente para sair do sofá e exercitar os músculos. Conheça sete vantagens da prática do exercício que certamente lhe darão motivação extra para começar já hoje.

Ao longo de 44 anos, 191 mulheres foram avaliadas para aferir da sua condição física e do seu grau de capacidade cognitiva. O estudo realizado na Suécia indica que processos cardiovasculares negativos que podem acontecer na meia idade poderão aumentar o risco de demência mais tarde na vida.
Qual a estratégia ideal para prevenir ou combater a celulite? A abordagem terá de ser integral. Reveja estas dicas e ponha-as já em prática para acabar com este flagelo antes do verão.

Ela não se foi embora. Simplesmente, andou escondida nos meses mais frios, mas volta a gerar preocupações à medida que avançamos para o tempo quente. Mas porque é que a celulite incomoda tanto? Saiba mais sobre esta condição, o que é, como preveni-la, como tratá-la… Tire aqui as suas dúvidas.
Já ouviu falar em vigorexia?

Como tudo o que é excessivo pode ser prejudicial, também o exercício físico em demasia pode causar transtornos a nível físico e psicológico. Conheça melhor este transtorno que pode afetar aqueles que procuram o corpo perfeito.
O quiroprático Pedro Figueira lança agora o livro ‘Acabe com as Dores nas Costas’. De entre as múltiplas sugestões e conselhos, há uma premissa deveras evidente: quanto menos se mexer mais dores terá. Por isso, se passa muito tempo ao computador, comece por aplicar estas rotinas para se por a mexer.

O quiroprático Pedro Figueira lança agora o livro ‘Acabe com as Dores nas Costas’. De entre as múltiplas sugestões e conselhos, há uma premissa deveras evidente: quanto menos se mexer mais dores terá. Por isso, se passa muito tempo ao computador, comece por aplicar estas rotinas para se por a mexer.
Detesto ginásios, quero treinar em casa!

Tenho recebido algumas pessoas que me pedem soluções para treinar sem ter de frequentar um ginásio. Porque não gostam, simplesmente. Por Teresa Manafaia.
São cada vez mais as mulheres que se rendem a este desporto, entre elas muitas das modelos da Victoria's Secret, como é o caso de Adriana Lima, na imagem, uma fervorosa adepta. Conheça as vantagens! (Foto: D.R. Vogue.com).

São cada vez mais as mulheres que se rendem a este desporto, entre elas muitas das modelos da Victoria’s Secret, como é o caso de Adriana Lima, uma fervorosa adepta. Conheça as vantagens!
Devido ao nervosismo muitas pessoas roem as unhas. Aliás, muitas vezes não há razão aparente sequer – roer as unhas simplesmente tornou-se num hábito. Saiba que esta prática tem consequências negativas, segundo os especialistas do Centro para as Ciências da Saúde da Universidade do Texas, EUA. Confira-as.

Devido ao nervosismo muitas pessoas roem as unhas. Aliás, muitas vezes não há razão aparente sequer – roer as unhas simplesmente tornou-se num hábito. Saiba que esta prática tem consequências negativas, segundo os especialistas do Centro para as Ciências da Saúde da Universidade do Texas, EUA. Confira-as.