CORPO

Realizado com um milhão de corredores nos Estados Unidos, um novo estudo conclui, sem margem para dúvidas, que conviver com pessoas que praticam exercício motiva-nos a fazer o mesmo. E até a tentar fazer mais e melhor.

Sim, podem fazer, se não forem realizados de forma adequada e equilibrada. Se forem realizados aleatória e excessivamente. Por Teresa Manafaia.

O Ayurveda é uma ciência milenar que se caracteriza por ter uma visão global do ser humano, ou seja, uma visão holística. A beleza, sendo uma das componentes exteriores da saúde no Ayurveda, é reflexo dos alimentos que ingerimos diariamente.

Se a eficácia da proteína FOXO4-DRI for comprovada em seres humanos, pode ser um possível tratamento para a perda de cabelo e para reverter alguns dos efeitos do envelhecimento.

Ação arranca no Dia Mundial da Atividade Física, 6 de abril, e termina no Portugal FIT, a 25 e 26 de novembro no MEO Arena, em Lisboa

Os riscos mais preocupantes para as mulheres surgem nos primeiros anos após a colocação dos implantes mamários. No caso de não ocorrerem complicações, pode não haver necessidade de substituir ou remover os implantes de 10 em 10 anos, como habitualmente se fala.

Apesar de a popularidade e adesão aos produtos naturais e biológicos ter aumentado, muitas pessoas não os compram por serem mais caros do que os produtos convencionais, revela um novo estudo da Mintel. 

Os narizes mais largos são mais comuns em climas quentes e húmidos, enquanto que os narizes mais estreitos são mais comuns em climas secos e frios.

A resposta é um redondo NÃO! A simulação em máquina não é igual ao movimento natural e isto tem consequências bastante óbvias no corpo humano. Por Teresa Manafaia.
Tem tendência para ter infeções fúngicas nas unhas? Apesar de indolores, têm muito mau aspeto, sendo que o risco de contrair uma infeção aumenta com a exposição do pé na primavera e verão. Veja estas dicas dos dermatologistas da Academia Americana de Dermatologia para as prevenir.

Tem tendência para ter infeções fúngicas nas unhas? Apesar de indolores, têm muito mau aspeto, sendo que o risco de contrair uma infeção aumenta com a exposição do pé na primavera e verão. Veja estas dicas dos dermatologistas da Academia Americana de Dermatologia para as prevenir.