REPORTAGENS

A Quinta do Pisão está inserida no Parque Natural de Sintra Cascais.

Bem no sopé da serra de Sintra e inserida no Parque Natural de Sintra Cascais existe uma quinta onde o respeito pela natureza é o mote para uma série de atividades que permitem estar perto de vários animais e plantas autóctones. Mostrar e preservar o património paisagístico natural da região é a forma de alertar para a necessidade de conservação da natureza.
Feira Ambiente, Frankfurt, Alemanha

Seja nos materiais usados ou nos motivos escolhidos, o poder da natureza mostra-se em força nas novas coleções de decoração de interiores. Verdes, azuis, madeiras, vimes, porcelanas, animais estampados ou decorativos… o natural expressou-se na Ambiente 2020, a maior feira de decoração mundial, que decorreu em Frankfurt. E nós estivemos lá.
Azenhas do Mar

Dirigimo-nos à Azenhas do Mar e ao Cabo da Roca, para confirmar ao vivo a beleza dos postais que enchem os escaparates das lojas de turismo em Portugal. Nas Azenhas do mar, um casario branco no toPo de umas escarpas sobranceiras ao mar, com uma piscina natural em baixo, atrai qualquer olhar. No Cabo da Roca, a imensidão do azul oceânico tira o fôlego a qualquer um que o observa deste ponto elevado. Duas belezas ímpares bem perto uma da outra e que pode visitar num só dia.
O Letras Prá Vida é um projeto de intervenção comunitária, que desenvolve oficinas de alfabetização e alfabetização digital com pessoas adultas.

Cerca de 500 mil portugueses não sabem ler nem escrever, valor que coloca Portugal no topo da tabela dos países europeus com maior taxa de analfabetismo. A propósito do Dia Internacional da Educação, assinalado a 24 de janeiro, Dina Soeiro, coordenadora do projeto Letras Prá Vida, fala sobre o papel da educação mesmo em idade avançada.
PSI, Düsseldorf, Alemanha.

Alternativas ao plástico, produtos biológicos e a promoção do natural são características que estiveram presentes na PSI 2020, a maior exibição europeia do setor da indústria das promoções e consumo, que decorre anualmente em Düsseldorf, na Alemanha, e que reflete as tendências atuais nesta área. E nós estivemos lá.
Museu do Perfume, Museu do Chocolate, inúmeras cervejarias tradicionais, e, claro, o monumento mais visitado da Alemanha, a Catedral de Colónia. Já lhe despertámos a atenção para a cidade mais antiga da Alemanha? Foto: KölnTourismus

Museu do Perfume, Museu do Chocolate, inúmeras cervejarias tradicionais, e, claro, o monumento mais visitado da Alemanha, a Catedral de Colónia. Já lhe despertámos a atenção para a cidade mais antiga da Alemanha? É também uma das mais fervilhantes… reúne mais de 100 mil estudantes e emigrantes de 182 países.
Conhecida como a Veneza portuguesa, a cidade dos quatro canais diferencia-se ainda pela arquitetura e doçaria regional. Veja o que não pode perder na sua próxima visita.

Conhecida como a Veneza portuguesa, a cidade dos quatro canais diferencia-se ainda pela arquitetura e doçaria regional. Veja o que não pode perder na sua próxima visita.
Palmela vista do seu castelo.

A chamada Balmala, pelos muçulmanos, desde sempre foi disputada pela sua posição singular e estratégica. Localizada numa posição elevada entre a serra e o mar, do seu alto avista-se Lisboa e o seu rio Tejo, Setúbal e o seu estuário do Sado, e a península de Tróia e o seu oceano Atlântico. Pode, literalmente, rodopiar sobre os seus pés e ver toda esta paisagem em menos de um minuto. Não é, pois, de admirar que é habitada e valorizada desde os tempos pré-históricos. Vamos fazer uma viagem pelo tempo?
Bem-vindos a Azeitão. Foto: Câmara Municipal de Setúbal.

É conhecida pelo queijo, pelas tortas e pelo vinho que se produz à sua volta. Tinto, branco, moscatel… Mas o que muitos não sabem é que foi o azeite que pôs esta vila, literalmente, no mapa. O seu nome deriva de Azzeitum, nome dado pelos árabes, no século VIII, aquando da sua passagem pela região, devido aos extensos olivais que cobriam as suas terras. E por ali ainda se encontram algumas oliveiras milenares. É só olhar com atenção e descobrir todo os seus tesouros.
Forte de S. Filipe, em Setúbal

Chamam-lhe Castelo de Setúbal por engano, mas é na realidade uma fortificação militar erigida no século XVI. Mas o curioso é que este engano não está assim tão longe da realidade, já que este forte que entremeia a cidade de Setúbal e a serra da Arrábida e com uma vista de longo alcance sobre o mar foi na realidade inspirado no Castelo de São Telmo, em Nápoles, Itália, o único castelo do mundo em forma de estrela de seis pontas.