ESPECIALISTAS

Estudo de Harvard mostra a importância de reduzir o consumo de gordura saturada

O tipo de gordura que escolhemos tem um impacto significativo na nossa saúde, não só a curto prazo, como também a longo prazo. Por Helena Cid.
Sabemos onde queremos estar!

No ser humano o que conta são os valores, o carácter, a integridade. E para tal basta que nos sejam dadas as mesmas oportunidades para provarmos a nossa competência, mas não nos abram portas só porque usamos saias! Por Esther Liska.
Para onde vou hoje? E amanhã? Parte 2

Agora que já sabe como definir objetivos utilizando uma linguagem que o cérebro reconhece e talvez até já tenha começado a elaborar os seus objetivos, gostaria de partilhar mais algumas dicas que poderão aumentar a eficácia de todo o processo. Por Sérgio Oliveira.
Amor e uma cabana? Já foste!

Esqueça os ciúmes, as traições, os filhos, as humilhações públicas e privadas e até mesmo a agressão física e psicológica. O fim dos relacionamentos tem um bode expiatório e o seu nome é dinheiro. Por Sofia Rijo.
pensamento

Deparo-me frequentemente com pessoas, em relações monogâmicas e estáveis, que vivem agoniadas porque sentiram atração por alguém que não o parceiro atual. Por Nuno Cristiano de Sousa.
Foco! É preciso focalizar-se nos seus objetivos

Por incrível que pareça, uma boa ideia não passa disso, se não for colocada em ação. Normalmente o indivíduo, face às vivências que tem, coloca obstáculos e dessa forma cria barreiras que o impede de atingir os objetivos. Por Esther Liska.
Para onde vou hoje? E amanhã?

Como é que podemos definir objetivos de modo a que eles se concretizem? Desde logo, utilizando uma linguagem que a mente inconsciente reconheça. Por Sérgio Oliveira.
Dates e encontros virtuais

Por uma questão de mera curiosidade, e porque meio mundo dos meus conhecimentos já lá andava, frequentei aquilo que é apelidado de site de encontros – boy meets girl meets boy, and so on. Por Sofia Rijo.
De onde vem afinal a motivação? Parte 2

Por vezes, damos por nós a dizer que andamos desmotivados, que não temos vontade de ir trabalhar ou de estar na relação em que estamos. Por Sérgio Oliveira.
Conheça-se: Defina a sua missão e pense nos objetivos que quer alcançar a curto e médio prazo. Identifique as suas paixões, os seus pontos fortes e analise o que deve melhorar para ser a marca que quer transmitir. Pode ser melhorar a sua comunicação verbal, pode implicar fazer uma formação ou melhorar a sua organização pessoal.

Chamam-lhe “ghosting” e é, na atualidade, a forma mais comum de terminar relacionamentos. Por Sofia Rijo.