ESPECIALISTAS

Como percebe a sua própria vida? Qual o valor que dá às coisas boas que tem? O que aconteceu de bom para si nos últimos meses? Veja como fazer da gratidão um hábito diário. Veja de seguida.

Como percebe a sua própria vida? Qual o valor que dá às coisas boas que tem? O que aconteceu de bom para si nos últimos meses? Veja como fazer da gratidão um hábito diário. Por Vivian Baumann.
Dicas de estilo para mulheres petite.

Baixinhas, chamadas à receção, este artigo é especialmente dedicado a vocês! Diz-se muito, por cá, que a mulher se quer pequenina como a sardinha. E seja em tempo de santos populares ou no ano inteiro, o facto é que a mulher portuguesa não é, em média, de grande estatura. Por Ana Teresa Silvestre.
Uma receita de números – os cinco sentidos

Somos geridos pelos cinco sentidos e estes pelos milhões de informações contidas no cérebro, o qual armazena mais informação que todas as bibliotecas do mundo. Por Paula Mouta.
O mármore com madeira é uma mistura perfeita de dois materiais orgânicos. A madeira simples e modesta ajusta-se ao brilho e glamour do mármore.

O mármore é um daqueles materiais clássicos que é aplicado há séculos – e com muito bom gosto. Veja algumas soluções de decoração que temos para si. Por Angela Pinheiro.
Desabafos de uma mãe cansada

Com a aproximação do dia da mãe somos invadidos por um sem fim de mensagens publicitárias cujo tom é de uma maternidade idílica e romanceada. Não deixa de ser curioso perceber como as mensagens colocam a audiência a pensar nelas próprias enquanto filhos e pouco, ou quase nada, no que é ser mãe. Por Nuno Cristiano de Sousa.
Como camuflar uma barriguinha

Longe de lhe vir aqui dar conselhos, partilharei algo que a ajudará a lidar melhor com qualquer situação em que se encontre ou venha a encontrar. Por João Pombeiro.
10 mitos alimentares

A alimentação pode ser uma aliada no alívio dos sintomas. Saiba o que comer e o que evitar. Por Alexandre Fernandes.
Foto: freepik

Depende do tipo de parto e se tem “sequelas” do mesmo. Conheça os exercícios que podem agravar o problema ou ajudar a soluciona-lo. Por Teresa Manafaia.
Foto: Freepik

Esta patologia afeta entre 5 a 15 % das mulheres em idade reprodutiva. Conheça as suas manifestações na adolescência e na idade adulta. Por José Cunha.
1. Tenha uma agenda - Logo ao acordar, ou antes de dormir, anote tudo o que precisa de ser feito no dia seguinte. Use marcadores coloridos, símbolos ou números para destacar as atividades urgentes e importantes, que devem ser feitas naquele dia.

Alguma vez já se perguntou como é que algumas pessoas parecem ter tempo suficiente para fazer tudo o que querem, enquanto que outras estão sempre a correr contra o relógio? Por Vivian Baumann.