Home»FOTOS»Casas até 3,5 milhões de euros: conheça os bairros mais caros do Porto

Casas até 3,5 milhões de euros: conheça os bairros mais caros do Porto

Foz e Nevogilde, Aldoar e Miragaia, Vitória, São Nicolau e Sé são os bairros mais caros. Os portugueses representam 55% dos investimentos imobiliários dentro do segmento premium na cidade do Porto, e os franceses e os brasileiros são os clientes estrangeiros que mais investem no Grande Porto.

Pinterest Google+
PUB

Foz e Nevogilde, Aldoar e Miragaia, Vitória, São Nicolau, Sé, estas são as freguesias do Porto onde a habitação é mais cara. De acordo com dados da Engel & Völkers, imobiliária multinacional alemã de mediação de imóveis de luxo, o preço por metro quadrado nestas zonas pode ascender até aos 5 mil euros.

 

No que refere às habitações de luxo, 55% dos compradores no Grande Porto são portugueses. Os clientes nacionais têm maior desejo por comprar na zona da Foz, Nevogilde, Marechal Gomes da Costa ou na Avenida da Boavista e são na sua maioria famílias, com compradores entre os 40 a 45 anos, que procuram habitações para viver ou aproveitar a época sazonal.

 

Os investidores estrangeiros dividem-se em várias nacionalidades. O cliente francês é quem mais investe e representa 15% dos compradores no Grande Porto. Estes clientes procuram habitações na zona histórica, na baixa do Porto, onde o investimento se traduz maioritariamente na reabilitação de casas.

 

VEJA TAMBÉM: AS CASAS (ORIGINAIS) QUE OS ARQUITETOS CONSTROEM PARA SI

 

Do outro lado do Atlântico chegam os investidores brasileiros, que representam 12% dos investimentos. Estes investidores procuram essencialmente habitações em toda a zona costeira do Porto, Matosinhos e Gaia. Casas com vista para o mar e apartamentos em condomínios são a preferência deste tipo de cliente.

 

Já os ingleses (5%) investem mais na zona da Foz, próximo do colégio britânico, mas também na zona da baixa do Porto, enquanto os alemães (4%) procuram por casas mais contemporâneas na zona da Foz.

 

Clientes suíços e espanhóis também demonstram grande procura pela zona do Grande Porto, sendo nos últimos anos estes últimos procuram investir em negócios nomeadamente na área de hotelaria.

 

Os compradores estrangeiros têm no geral mais de 50 anos e os investimentos são movidos pela sua vida profissional. Ao nível das habitações, procuram maioritariamente casas ao ar livre de forma a aproveitar o bom tempo. Procuram por casas espaçosas com acesso a jardim e terraços. Na maioria são penthouses.

 

VEJA TAMBÉM: RIVIERA FRANCESA MANTÉM TENDÊNCIA DE CASAS DE LUXO A CUSTAR CENTENAS DE MILHÕES DE EUROS

 

“O imobiliário no Grande Porto tem vindo a crescer consideravelmente. Os investidores cada vez mais procuram a reabilitação de imóveis para residência fixa, especialmente nas zonas costeiras. Miramar, Granja, Foz e Matosinhos todas estas zonas têm tido uma grande reabilitação o que tem levado a uma forte procura internacional e também com que haja um maior investimento nos arredores da cidade do Porto. Cada vez mais se notam menos diferenças entre o Porto e as áreas circundantes”, refere Gustavo Soares, managing director da Engel & Völkers Porto.

 

Casas de luxo até 3,5 milhões de euros

Na zona da Foz, os preços das casas vão desde 280 a quase 400 mil euros para apartamentos T2; já as moradias ascendem até 3,5 milhões de euros. Em Aldoar o preço dos imóveis oscila entre os 250 mil euros e os 900 mil de euros. Em Nevogilde um apartamento de tipologia T4 pode custar 1,6 milhões de euros, enquanto uma moradia pode atingir perto de 3 milhões de euros.

 

Na zona histórica do Porto os apartamentos são de um e dois quartos entre 60 e 110m2, com cozinhas abertas e localizados em áreas perto do Rio Douro. Na zona mais ocidental do Porto existem mais moradias isoladas, que primam pelos jardins e vistas deslumbrantes. “Por norma estas habitações têm entre 200 e 400metros quadrados, e são colocadas em lotes que permitem ter zonas verdes privadas. Quanto a apartamentos encontramos espaços fantásticos de três, cinco quartos e penthouses com áreas à volta de 200 a 400 m quadrados”, refere Gustavo Soares.

 

Veja imagens na galeria acima.

 

VEJA TAMBÉM:

DIAMANTES: PORQUE SÃO AS PEDRAS MAIS VALIOSAS DO MUNDO?

JOIAS PORTUGUESAS SELECIONADAS PARA MUSEU EM AMESTERDÃO

AS CIDADES ONDE OS MILIONÁRIOS COMPRAM CASA

Artigo anterior

Maio: o mês que traz a energia da esperança

Próximo artigo

As 20 perguntas que deve fazer antes de procurar um novo emprego