Home»GLAMOUR»LUXOS»Carro voador está prestes a ganhar asas

Carro voador está prestes a ganhar asas

Este carro-drone garante ser mais seguro de que um helicóptero, uma vez que pode voar entre edifícios e linhas de energia baixa sem risco de colisão.

Pinterest Google+
PUB

Depois de 15 anos de desenvolvimento, a empresa de tecnologia israelita ‘Urban Aeronautics’ conseguiu terminar o Cormorant, um carro voador capaz de transportar 500Kg.

 

As perspetivas de entrada no mercado apontam para 2020. Cormorant é capaz de viajar a 185km por hora, e o primeiro test drive já foi feito em novembro. O preço total estimado do projeto é de 14 milhões de dólares (13 473 162.68 euros)

 

Veja também: Tendências de pesquisa no Google em 2016

 

Os responsáveis pela criação acreditam que este drone que usa rotores internos aos invés de hélices de helicópetro pode evacuar pessoas de ambientes hostis e/ou permitir acesso seguro das forças armadas a zonas de conflito. «Este veículo remotamente pilotado pode entrar numa rua atingida por por uma bomba com uma substância química ou outra coisa e descontaminar a área», disse o fundador e CEO da empresa, Rafi Yoeli, à ‘Reuters’.

 

Yoeli criou a empresa, com sede em Yavne, no centro de Israel, em 2001, para criar este drone que garante ser mais seguro do que um helicóptero, já que pode voar entre edifícios e linhas de energia baixa sem risco de colisão.

 

Veja também: Como chegar aos 100 anos… Segundo testemunhos reais

 

No entanto, ainda há trabalho necessário a fazer antes que o veículo chegue ao mercado, pois o Cormorant, do tamanho de um carro familiar, ainda não cumpriu todas as normas federais de administração de aviação e o teste feito em novembro detetou pequenos problemas nos dados enviados pelos sensores de bordo.

 

Com 39 patentes registadas para criar o veículo, Yoeli tem pouca preocupação com a concorrência. «Poderia revolucionar vários aspetos da guerra, incluindo a evacuação médica de soldados no campo de batalha», disse Tal Inbar, chefe do centro de pesquisa de UAV no Instituto de Fisher para Estudos Estratégicos Aéreos e Espaciais de Israel.

Artigo anterior

David Bowie soube que tinha cancro terminal três meses antes de morrer

Próximo artigo

Numerologia: como será o ano de 2017 e o seu ano pessoal