Home»VIDA»CARREIRA»Carreira: procuram-se pessoas com brilho no olhar

Carreira: procuram-se pessoas com brilho no olhar

Por mais que se tente inventar um discurso bonito ou colocar um sorriso no rosto, não há nada mais verdadeiro que brilho que ilumina o olhar num sorriso e o transparecer da alegria daquele momento.

Pinterest Google+

O brilho no olhar é conhecido como uma expressão natural de felicidade, de entusiasmo e de paixão (pela vida, por alguma atividade ou por alguém). Não é algo que está à venda, não se manipula e apenas transparece quando há sentido ou sentimento. Por mais que se tente inventar um discurso bonito ou colocar um sorriso no rosto, não há nada mais verdadeiro que brilho que ilumina o olhar num sorriso e o transparecer da alegria daquele momento.

 

Lembro-me que quando trabalhava na área de recrutamento e seleção, dizia sempre: «O que procuro durante o processo seletivo é aquele candidato com brilho nos olhos, com entusiasmo em fazer parte da nossa organização e em fazer a diferença no que se propõe a fazer!»

 

VEJA TAMBÉM: COMO ACABAR COM A DESMOTIVAÇÃO NO TRABALHO

 

Hoje vejo que este brilho está escondido não só no meio organizacional, mas na vida, como se estivesse constantemente a usar óculos de sol. As pessoas sentem a necessidade de mostrar resultados, em ter um ordenado para pagar as contas e em manter uma posição socialmente aceitável, esquecendo-se de fazer aquilo pelo qual são apaixonadas. O resultado são pessoas conformadas, que fazem o que podem e contam as horas para ir para casa. Procuram-se pessoas com brilho no olhar, com paixão pelo que fazem!

 

Durante a infância, parece mais simples ter esse brilho. Acordar de manhã sem despertador, tomar o pequeno-almoço feito pela mãe e sentar à frente da televisão para ver os desenhos animados favoritos. Ou ir a um parque da parte da tarde, jogar à bola e comer um gelado de chocolate num dia lindo de sol.

 

Mas crescemos. Comer um gelado de chocolate continua a dar-nos prazer, mas a vida adulta dá espaço a outras paixões e também a desafios. Conhecer a pessoa que está ao seu lado, que a faz rir sem motivos e planear um futuro numa vivenda de sonhos, com dois filhos e um cão. O seu trabalho de sonho, acordar a cada dia e sentir-se revigorado por fazer o que gosta, o que é ainda melhor se o ordenado for o desejado. Ou ainda, sentir prazer por correr e fazê-lo diariamente, correr em grupos, com participação em corridas oficiais e a conquista de medalhas.

 

VEJA TAMBÉM: AS 20 PERGUNTAS QUE DEVE FAZER ANTES DE PROCURAR UM NOVO EMPREGO

 

Quando existe paixão, o apartamento pequeno, o único filho e o gato são suficientes para o fazer feliz.  É necessário recuperar as forças escondidas e redesenhar a forma de realizar os nossos sonhos face à realidade. Com esta recuperação, o nosso entusiasmo renova-se e o caminho é a realização. Faça um exercício mental e questione-se: o que é que gosto de fazer? O que é que eu faço bem? Como posso fazer o que gosto e me faz bem?

 

A psicologia positiva sugere que identificar as suas forças e as suas virtudes, focando-se nas mesmas, é uma forma de despertar sentimentos que o motivam a seguir com um propósito. Dedique-se! Pode começar por comer o gelado de chocolate ao fim de semana, mas é essencial persistir no que o motiva, até se sentir feliz e realizado no final de cada dia. É através dos esforços diários que chegará o momento em que olhará para trás e sentirá orgulho de tudo que conseguiu conquistar, com um sorriso no rosto e o brilho nos olhos.

 

Ouse, experimente novas ideias e arrisque! Se não conseguir sozinho, peça ajuda a alguém que gosta (felicidade compartilhada é felicidade dobrada) ou procure a ajuda de um profissional. A pandemia fez-nos parar, mas a vida não parou. A sua felicidade precisa de esperar? Recupere o brilho do seu olhar hoje!

 

Por Cátia Ruckert

Psicóloga

Artigo anterior

Viva sem plástico na casa de banho

Próximo artigo

Como os momentos de intimidade beneficiam a saúde