Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»Cárie dentária na infância: como prevenir

Cárie dentária na infância: como prevenir

A cárie dentária é uma das doenças com maior prevalência a nível mundial não sendo exceção nas crianças. É uma patologia infeciosa e transmissível.

Pinterest Google+

Os dentes de leite, embora sendo temporários, são de grande relevância na função da mastigação, fonética e até desenvolvimento facial da criança. Desta forma, é importante perceber que uma lesão de cárie pode ocorrer num dente de leite podendo levar à sua perda precoce.

 

É fundamental manter a cavidade oral sã e prevenir o surgimento de cáries. Algumas das formas para a prevenção são a amamentação materna até aos 4 a 6 meses de idade, não oferecer líquidos açucarados no biberão nem na chupeta e usar uma gaze, dedeira ou escova macia para limpar a boca e dentes da criança assim que erupcionem.

 

Se a criança se queixar de dor de dentes e se essa dor for mais aguda após a ingestão de alimentos doces, frios ou quentes, se, observando o dente, descobrir algum buraco e/ou se o esmalte do dente tem uma cor mais escura ou amarelada, é muito provável que haja uma lesão de cárie e deverá levar a criança ao médico dentista para diagnóstico e tratamento, caso se confirme a patologia.

 

A escovagem dentária nas crianças é de extrema importância, pois irá impedir o aparecimento de lesões de cárie e também irá incutir bons hábitos de higiene oral que se irão manter pela idade adulta. Desta forma, entre os 0 e os 3 anos, a escovagem deverá ser realizada pelos pais, que devem usar uma gaze, dedeira ou escova macia, duas vezes por dia (sendo uma obrigatoriamente ao deitar).

 

Dos 3 aos 6 anos, deverá progressivamente dar-se autonomia à criança para escovar os seus dentes, mas sempre sob supervisão de um adulto, que irá ajudar e ensinar, também duas vezes por dia (sendo uma obrigatoriamente ao deitar), utilizando uma escova macia e uma pasta de dentes fluoretada (1000-1500 ppm) cuja quantidade deverá ser do tamanho da unha do 5º dedo da criança

 

A partir dos 6 anos, a criança deverá escovar os seus dentes ainda com a supervisão e o auxílio de um adulto, pelo menos duas vezes por dia (sendo uma obrigatoriamente ao deitar), com uma escova macia e pasta de dentes fluoretada (1000-1500 ppm) do tamanho de uma pequena ervilha.

 

A partir dos 8 a 10 anos, a criança já terá destreza manual suficiente para usar também o fio dentário, uma vez ao dia (de preferência à noite) antes da escovagem.

Artigo anterior

Qual o melhor vinho para as refeições picantes?

Próximo artigo

Rota das camélias: à descoberta destas flores orientais no norte de Portugal