Home»VIDA»ALTERNATIVAS»Cardamomo: benefícios de uma das mais antigas especiarias do mundo

Cardamomo: benefícios de uma das mais antigas especiarias do mundo

Os antigos egípcios mastigavam sementes de cardamomo para limparem os dentes, os gregos e romanos usaram-no como perfume, os árabes atribuíam-lhe qualidades afrodisíacas e os antigos índios consideravam-na uma cura para a obesidade. Redescubra uma das especiarias mais preciosas, com inúmeras propriedades terapêuticas e aplicações culinárias.

Pinterest Google+

Cardamomo na Ayurveda

Cardamomo – Elettearia cardamomum Elaichi

O cardamomo em excesso aumenta o Pitta, atenua o Vata e o Kapha. É um excelente estimulante digestivo, pois estimula o Samana Vayu, que está relacionado com o Chakra Manipura localizado no plexo solar. Desperta o baço, estimula o Agni (fogo digestivo) e remove o Kapha do estômago e dos pulmões. As suas qualidades são Sáttvicas, permitindo abrir e suavizar o fluxo de prana no corpo, proporcionando clareza, estimulando o coração e a mente. Na Ayurveda o cardamomo era conhecido por curar amplamente a tuberculose, distúrbios gastrointestinais e como um antídoto para o veneno de cobras e escorpiões.

 

É leve, seco, quente e aromático. É um purificador do sangue e da boca, sendo útil na tosse, falta de ar, doenças da garganta, flatulência, vómito, sede, febre, dores de cabeça, doenças do coração, toxemia. Deve ser evitado por mulheres grávidas. Melhora ao fogo digestivo. O chá e o óleo das sementes têm efeitos estimulantes, antioxidante, digestivo, carminativos e expetorante. É adequado para problemas urinários pois possui um efeito diurético. É também carminativo. Uma grama de pó de cardamomo dissolvida em álcool e água produz um efeito mais imediato. Pode também tomar-se juntando as sementes de um grão de cardamomo com água de coco. Para vómitos, para abrir o apetite e recuperar o paladar toma-se 1 gr de pó com mel 2 a 3 vezes ao dia. Tem um aroma mais floral e picante. Acrescenta profundidade a alimentos leves, como o arroz, e equilibra a doçura das sobremesas e a acidez do café. Melhora o caráter do chocolate e complementa a diversidade dos sabores em sopas.

 

VEJA TAMBÉM: BENEFÍCIOS DA MEDITAÇÃO: PARA UMA VIDA MAIS SERENA

 

Aroma: O cardamomo tem uma nota amadeirada, um tom cítrico semelhante ao gengibre, e um sabor mentolado/canforado. O cardamomo preto é mais abrupto, as sugestões de eucalipto e cânfora são muito pronunciadas.

Bouquet: picante, quente e aromático.

Sabor: adstringente, doce, picante

Escala de Picante: 2

Acção: VK- P+

Virya: Quente

 

Benefícios e aplicações no quotidiano

Estudos confirmam que o óleo de cardamomo atua como analgésico e antiespasmódico. O cardamomo tem sido usado na Medicina Ayurvédica, Unani e Chinesa para tratar problemas gastrointestinais como cólicas estomacais, acidez, etc. O óleo de cardamomo ajuda a fortalecer o revestimento de muco no estômago e aumenta a taxa de geração de saliva. O forte revestimento do estômago resulta num aumento do apetite e a geração de saliva ajuda a esfriar o estômago, o que evita a acidez. Conhecem-se os seus benefícios no tratamento da bronquite, resfriados, prisão de ventre, tosse epilepsia, problemas de vesícula biliar, flatulência, dor de cabeça, azia, espasmos intestinais, Síndrome do cólon irritável, problemas de fígado.

 

VEJA TAMBÉM: 5 DIAS ÚTEIS, 5 JANTARES VEGETARIANOS PARA A FAMÍLIA

 

O cardamomo tem sido usado para aliviar os seguintes desequilíbrios:

 

Dentes, gengivas, halitose e desordens orais

O cardamomo é amplamente utilizado no sul da Ásia para combater a cárie dentária, tratar as gengivas e outras doenças da boca. O cardamomo é um dos remédios mais eficazes contra a halitose. Mastigar simplesmente as sementes elimina os maus odores. Também pode ser usado para ajudar a aliviar a dor de garganta e aliviar a rouquidão da voz. O cardamomo deve ser fervido em água, usando-se a decocção para gargarejos.

 

Digestão

Geralmente, o cardamomo alivia a maior parte dos problemas estomacais. O óleo volátil do cardamomo tem provado acalmar o estômago e os intestinos, tornando o cardamomo uma solução ideal para uma série de problemas digestivos, como obstipação, disenteria, enjoos, falta de apetite, obstipação, indigestão, cólicas, diarreia, dispepsias, gastrites, má absorção, pirose e indigestão. Foi também já constatado a capacidade do cardamomo para combater a Helicobacter Pylori (bactéria associada a úlceras). O cardamomo pode ser usado aromaticamente para aumentar ou estimular o apetite, e também ajuda a acalmar a flatulência e a azia. Para ajudar nos problemas digestivos, pode-se mastigar as sementes, servir as sementes moídas com a comida ou sirva-las numa infusão.

Artigo anterior

Criado o maior navio LEGO do mundo com mais de 2,5 milhões de peças

Próximo artigo

Afinal, quanto tempo é que o sexo deve durar?