Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Butelo e Caretos: Trás-os-Montes alia duas tradições num evento único

Butelo e Caretos: Trás-os-Montes alia duas tradições num evento único

De 1 a 3 de março, a mais genuína gastronomia e o melhor do património cultural de Trás-os-Montes juntam-se em Bragança para um evento único, o Festival do Butelo e das Casulas & Carnaval dos Caretos

Pinterest Google+

O Município de Bragança decidiu aliar dois dos eventos mais emblemáticos do nordeste transmontano e criar algo inédito, propondo um fim-de-semana intenso que funde o melhor do fumeiro trasmontano, o butelo com casulas, e os protagonistas da mais autêntica das tradições de inverno, os Caretos. Vai decorrer de 1 a 3 de março.

 

Com um espaço reformulado e mais atrativo, a Praça Camões volta a ser o epicentro do Festival do Butelo e das Casulas que, este ano, além do espaço de venda de fumeiro (com especial enfoque no butelo) e produtos regionais, recebe várias conferências e demonstrações gastronómicas, com o chef Óscar Gonçalves, brigantino vencedor de uma Estrela Michelin, o chef Luís Portugal, Bib Gourmand do Guia Michelin, Pedro Jorge, o simpático e irreverente participante do MasterChef Junior Portugal, e o chef António com os seus formandos do IEFP – Bragança.

 

VEJA TAMBÉM: UM ENTRUDO DIFERENTE: MÁSCARAS DE CORTIÇA ANIMAM ALDEIAS DO XISTO

 

Mas as novidades na Praça Camões não ficam por aqui. A pensar nas famílias, o Município de Bragança preparou, também, uma “Tasquinha”, para degustação de fumeiro e outros produtos típicos, animação permanente, exposição de elementos escultóricos, executados por alunos das Escolas i IPSS’s de Bragança, entre muitas outras atividades.

 

No sentido de valorizar, sobretudo, a gastronomia típica, ponto essencial de alavancagem do turismo e da economia local, o Município de Bragança promove, pela primeira vez, a Conferência “Bragança, Terra de Saberes e de Sabores”, no dia 1 de março. Para os mais novos, além das experiências gastronómicas com o MasterChef Júnior Pedro Jorge, haverá a “Hora do Conto – Butelo de Histórias”.

 

Butelo com Casulas (002)

Foto: Butelo com casulas

 

O tradicional Carnaval dos Caretos, que anualmente reúne, em tempo de entrudo, centenas dos mais tradicionais e autênticos mascarados da Península Ibérica na cidade de Bragança, apresenta-se repleto de novidades. Sim, os verdadeiros caretos, nascidos das entranhas do mundo rural, libertam-se do seu meio natural e tomam de assalto a cidade, trazendo consigo todo o património cultural e histórico, num momento único que valoriza as tradições, promovendo-as e permitindo a todos, habitantes e visitantes, um contato direto com este mundo ancestral e autêntico.

 

Assim, dia 2 de março (sábado), a partir das 15h00, os Caretos chegam à cidade, este ano com um inédito “Assalto ao Fumeiro”, no caso, ao Butelo! Os Caretos assaltam a Praça Camões para roubar fumeiro, numa representação daquilo que é tradicional acontecer nas aldeias, onde, por alturas das Festas de Santo Estevão e dos Reis, os irreverentes mascarados tomam de assalto as cozinhas de quem lhes nega uma oferta nas típicas rondas.

 

VEJA TAMBÉM: NOVA EDIÇÃO DAS 7 MARAVILHAS QUER ESCOLHER OS MELHORES DOCES DE PORTUGAL

 

De seguida, a partir das 17h00, decorre o tradicional desfile pelas ruas da zona histórica, que além das centenas de caretos e mascarados, provenientes de Portugal e Espanha. No final do desfile, na Praça Prof. Cavaleiro de Ferreira, acontece a tradicional Queima do Diabo, uma figura com sete metros de altura que será simbolicamente colocada em chamas, num espetáculo cénico, com a presença dos Caretos.

 

A fechar o Carnaval dos Caretos, no dia 6 de março (quarta-feira), nas ruas do centro histórico, o Diabo, a Morte e a Censura saem à rua, recriando uma tradição secular.

 

Promovido pelo Município de Bragança, em organização conjunta com a União das Freguesias de Sé, Santa Maria e Meixedo, a Confraria do Butelo e da Casula e a Academia Ibérica da Máscara, este evento conta com o apoio de 39 entidades de Portugal e Espanha, assumindo um carácter transfronteiriço.

 

 

 

Artigo anterior

Não há só Rio e Veneza. Conheça os 12 melhores carnavais do mundo

Próximo artigo

Primavera a chegar, tempo de reconectar à terra