Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»Bimi, os mini brócolos que dão que falar

Bimi, os mini brócolos que dão que falar

Também conhecidos como brócolos baby ou brocolini, o bimi é um novo alimento proveniente da manipulação genética de duas brássicas muito conhecidas entre nós, os brócolos e a couve-chinesa. Ou seja, um híbrido resultante da engenharia genética aplicada aos alimentos.

Pinterest Google+
PUB

“O bimi é um legume inovador e bem saudável!”; “Um legume totalmente comestível!” Na realidade, o bimi – que tem a sua origem no Japão – é muito idêntico aos brócolos. Tem é um aroma e um sabor mais suave que estas brássicas e um sabor ligeiramente apimentado.

 

Os caules, muito semelhantes aos espargos, são firmes, bem tenros e suculentos. Daí poderem ser confeccionados de diferentes formas, desde cozidos a vapor até assados no forno. O ideal é não deixar os caules serem cozinhados durante muito tempo devido ao risco de ficarem bastante amolecidos.

 

Mas, garantidamente, são excelentes acompanhamentos para pratos de carne e peixe ou mesmo em saladas, por exemplo – já para não referir os pratos vegetarianos e veganos.

 

Cru ou cozinhado?

Por vezes, as confecções culinárias podem levar a perda de nutrientes, nestes casos, pode-se comer o bimi em cru – uma vez que todas as partes deste legume são comestíveis, desde os caules até às eflorescências.

 

Este novo alimento enriquece o valor nutricional das refeições devido à sua riqueza em sais minerais, como ferro, zinco e cálcio, e de vitaminas como a A e a C. A presença de compostos bioactivos, tais como compostos fenólicos e glucosinolatos (antioxidantes) são bastante característicos deste legume e fundamentais para a prevenção de inúmeras doenças.

 

E por apresentarem pouquíssimas calorias podem e devem ser incluídos em qualquer tipo de dieta, principalmente nas dietas de emagrecimento.

 

Tal como a maioria dos legumes, o bimi deve ser acondicionado – desde a sua colheita até estar pronto a ser consumido –, no frigorífico. E desde a sua compra até ser consumido não deve ultrapassar, no máximo, os 7 dias. Está à venda em lojas especializadas, mas atualmente já se podem comprar também nas grandes superfícies comerciais – junto aos frescos.

 

Pelas razões atrás mencionadas, o bimi é considerado uma revolução no mundo da alimentação e da nutrição, e os benefícios que podemos obter através deste alimento são inúmeros. Se ainda não experimentou… aconselho vivamente!!! E bom apetite!

 

Artigo anterior

8 DICAS PARA PERDER PESO…E NÃO O VOLTAR A GANHAR!

Próximo artigo

Do Antigo Egipto ao século XXI: factos curiosos sobre o batom