Home»VIDA»ALTERNATIVAS»Bênçãos do sistema linfático: limpeza, leveza e detox na Ayurveda

Bênçãos do sistema linfático: limpeza, leveza e detox na Ayurveda

Compreendermos a função do sistema linfático fornece insights sobre a profunda capacidade do corpo de cuidar de si mesmo. Na Ayurveda, é o primeiro sistema a ser cuidado e tratado em caso de desequilíbrio. Veja como tratar de si nesta nova estação.

Pinterest Google+
PUB

Equilibrar o Sistema Linfático

 

Comer com as estações

O sistema linfático drena melhor num ambiente mais alcalino. Isso é ilustrado na natureza quando observamos os esquilos a comerem nozes no inverno. As nozes são um alimento ácido e aquecedor que ajuda a isolar o esquilo durante o inverno frio. Os alimentos ácidos que são normalmente colhidos no inverno ajudam o corpo a reter gorduras, proteínas, minerais e vitaminas. Se um esquilo comesse brócolos durante um inverno frio, ele alcalinizaria os seus sistemas, desencadearia uma desintoxicação linfática e provavelmente morreria de frio! Felizmente, o brócolo não cresce no inverno, então a maioria dos esquilos fica livre desse desafio.

 

Os humanos, por outro lado, esqueceram esse memorando. Parece que comemos qualquer coisa a qualquer hora e realmente perdemos a nossa conexão com a natureza. A colheita é o nosso elo com a natureza, e a medicina preventiva que garante que o nosso delicado equilíbrio com a natureza seja sempre mantido.

 

Tratar o stress

O stress cria uma química exaustiva e muitas vezes deixa-nos exaustos. Uma vez exausto, o corpo deixa de ter a energia necessária para manter a calma sob pressão, e para sedar-nos para podermos dormir à noite. Isso pode criar as condições para o surgimento da fadiga crónica, os problemas de humor e irritabilidade.

 

VEJA TAMBÉM: MIMAR, NUTRIR E BRILHAR: SAÚDE DO CABELO SEGUNDO A AYURVEDA

 

Hidratar para descongestionar a linfa

Uma das causas mais comuns de congestão linfática é a desidratação. Água, e somente água, pode reidratar adequadamente o corpo. A melhor técnica de reidratação linfática é beber água quente a cada 10-15 minutos ao longo do dia. Praticar religiosamente por um dia. Se, no final do dia sentirmos a boca seca, e ainda estiver com sede desse gole, antes insípido, de água quente, é uma boa indicação de que estamos desidratados e que a nossa linfa está congestionada. Se isso acontecer, praticar esta terapia de reidratação: beber água quente a cada 10-15 minutos por 2 semanas seguidas. Manter uma garrafa térmica com água quente por perto para facilitar o cumprimento deste protocolo.

 

De acordo com a medicina ayurvédica, beber água morna tem muitos benefícios positivos para a saúde, como a melhoria da circulação sanguínea, e a prevenção do envelhecimento prematuro. Beber água morna pela manhã ajuda na regeneração do corpo, melhora a digestão, e ajuda a reduzir os resíduos metabólicos do corpo. Também ajuda a reduzir a dor, como dores de cabeça e menstruais, e também tem um efeito calmante nas cólicas.

 

Descongestionar a linfa

A Manjistha, Rubia Corifolia, que significa ‘raiz vermelha’, é uma das melhores plantas para a linfa estagnada, e pode ser o suporte certo para começar a movimentar a linfa, antes da desintoxicação.

 

Antes de iniciarmos qualquer programa de limpeza, devemos certificar-nos de que os canais de desintoxicação – ou seja, a linfa – está em movimento. Desintoxicar o corpo com um sistema linfático congestionado é uma das principais causas das reações de desintoxicação e limpeza, que são facilmente evitadas com a preparação correta.

 

Dieta

De acordo com a Ayurveda, são recomendados alimentos preparados na hora e quentes, por terem um impacto positivo na saúde. Comermos alimentos frescos, como frutas e vegetais cultivados organicamente, cereais, plantas que ajudam a melhorar o sistema digestivo. As frutas cruas contêm uma grande quantidade de fitonutrientes e antioxidantes que atuam como catabolizadores internos naturais. Comermos frutas cruas com o estômago vazio, além de fornecer vitaminas e minerais, também ajuda na desintoxicação de germes e na limpeza do estômago. Ajuda ainda a reduzir o peso e a melhorar a digestão dos alimentos.

 

Comer alimentos vermelhos

Todos os alimentos com manchas vermelhas tendem a ser ótimos motores da linfa. Bagas, cerejas, romã, beterraba e uvas do monte eram tradicionalmente usadas como corantes e como agentes naturais de remoção e desintoxicação da linfa. Os alimentos vermelhos contêm um composto chamado antocianinas que combatem os radicais livres no corpo, e previnem o dano oxidativo nas células.

 

A beterraba, em particular, contém nitratos que ajudam a relaxar os vasos sanguíneos do corpo, para além de ter a propriedade de diluir a bílis. A bílis é responsável por cerca de 80% da resposta imunológica no intestino, regula as fezes, digere a gordura boa e livra-se da gordura prejudicial. A beterraba também esfrega as vilosidades do intestino, que é onde a linfa digestiva é originada. A beterraba é um ótimo alimento para a linfa.

 

Exercício e Movimento

O movimento e o exercício são excelentes práticas para aumentar a mobilidade da linfa, desde que sejam praticados de acordo com a Constituição Ayurvédica O exercício para o Kapha, o Pitta e o Vata para além de melhoram a saúde física, também têm um impacto positivo na mente, no coração e na Alma. Também reduz o stress e aumenta o estado de alerta mental, produzindo uma sensação de leveza no corpo. As pessoas sentem-se mais enérgicas, ativas e felizes. O exercícioumenta a circulação geral do sangue no corpo, tornando as pessoas mais saudáveis.

 

Yoga e Pranayama

O Yoga mantém a saúde geral e e ajuda a purificar a mente e o coração. Os diferentes Asanas (posturas), Pranayama (respiração consciente), e técnicas de meditação ajudam trazer paz de espírito e a aumentar a concentração, colaborando para nutrirem o sistema digestivo e manterem uma saúde equilibrada.

 

A Respiração diafragmática é uma arte de respirar lenta e profundamente que preenche todo o estômago, e que equilibra o sistema nervoso do corpo, reduz o stress, reduzindo também o cortisol, a hormona do stress. Reduz ainda a pressão arterial, o colesterol, os níveis de açúcar no corpo e melhora a qualidade do sono.

 

Escova seca pela manhã

Escovar a pele a seco pela manhã ajuda a remover toda a sujidade e células mortas da superfície da pele, e ajuda na remoção de resíduos do corpo por meio dos gânglios linfáticos. Este ritual é uma parte importante da rotina diária, e protege-nos de temperaturas extremas, produtos químicos, infeções e ajuda na desintoxicação ideal. Estimula o sistema linfático, melhora a digestão e o funcionamento dos rins, reduz o stress e permite que a pele respire ao limpar os poros obstruídos.

 

Iodo de Lugol

O Baixo teor de iodo no corpo é uma das razões para o funcionamento inadequado do sistema linfático. O iodo de Lugol ajuda a melhorar o conteúdo de iodo no corpo, e a remover elementos tóxicos da linfa.

 

Evitar os refrigerantes e as bebidas energéticas

As sodas e bebidas energéticas têm muitos efeitos adversos à saúde, e a doenças como a diabetes tipo 2, problemas renais e problemas cardiovasculares, juntamente com vários efeitos de curto prazo. Portanto, refrigerantes e bebidas energéticas devem ser evitados e substituídos por sumos e bebidas naturais de frutas.

 

Beber chás de ervas que aumentam a linfa

Adicionar algumas ervas como Astragalus, Echinacea ou raiz de índigo selvagem que ativam e melhoram o sistema linfático.

 

Alternar entre duches quentes e frios

Alternar entre chuveiradas quentes e frias melhora a circulação sanguínea, ajuda na perda de peso e no sono. Abre os poros fechados da pele, o que permite uma respiração eficaz da mesa, para além de melhorar o tónus muscular e o ganho muscular nos homens, aumentando os níveis de testosterona.

 

Massagem Abhyanga

A massagem Ayurvédica tem um grande impacto positivo na nutrição da pele, proporcionando relaxamento e descontração, libertação do stress e da fadiga, e consequente redução do cortisol. Também aumenta a circulação no corpo e acalma os nervos, aumenta o estado de alerta mental, aumenta a vitalidade, a longevidade, e a saúde de uma forma geral.

 

Desde os primórdios da Ayurveda que a massagem é usada para o cuidado específico do sistema linfático, já que este carece de um sistema natural de bombeamento, e tendendo, por isso, mais facilmente à estagnação. Os óleos medicados usados são habitualmente constituídos por plantas que tratam desequilíbrios específicos, e que mantém na sua fórmula plantas estimuladoras do correto funcionamento do sistema linfático, já que este o grande sistema de limpeza do corpo.

 

A oleação da pele e a auto-massagem diária constituem uma das estruturas de base para a saúde plena, constante e longeva do sistema linfático. Todas as sugestões carecem do acompanhamento assistido por um médico ou terapeuta de Ayurveda.

Artigo anterior

Aquecer a cozinha para o outono: veja como a decorar

Próximo artigo

Planeta perdeu 14% dos corais desde 2009 devido ao aumento da temperatura do mar