Home»FOTOS»Beleza a partir do interior: quase um terço dos suplementos vendidos são para melhorar a beleza

Beleza a partir do interior: quase um terço dos suplementos vendidos são para melhorar a beleza

Com um crescimento acelerado no mundo dos suplementos, a consultora Mintel revela que, a par dos tradicionais comprimidos, há uma grande margem de crescimento no enriquecimento de bebidas, snacks e outros produtos alimentares com vitaminas, minerais e suplementos.

Pinterest Google+

O mercado de vitaminas, minerais e suplementos para melhorar a beleza já representa 28 por cento do mercado de suplementos naturais, sendo a área de maior crescimento neste mercado, anuncia a consultora Mintel. A lista é encabeçada pelos suplementos para dar energia (53%) e pelos que se destinam a melhorar a saúde óssea e das articulações (41%).

 

Porém, segundo o novo estudo, o conceito de beleza a partir do interior está a ser cada vez mais apreciado pelos consumidores, com especial enfoque nos produtos para melhorar a aparência dos cabelos, pele e unhas.

 

VEJA TAMBÉM: AMÉLIA ESTÊVÃO: «A BELEZA É AGORA VISTA COMO UM TODO QUE DEVE SER TRABALHADO DE DENTRO PARA FORA»

 

De acordo com a consultora que trabalha a nível global, alegações funcionais como ‘pele, cabelo e unhas’ (14%), ‘benefícios de beleza’ (7%) e ‘antienvelhecimento’ (5%) são alguns dos benefícios de beleza veiculadas nos lançamentos entre 2014-18, na Índia, país da amostra para este estudo.

 

A procura por ingredientes naturais é também forte. De facto, quase um quarto (24%) dos inquiridos acredita que este tipo de produtos deve ser formulado usando apenas ingredientes naturais. A pesquisa também mostra que ‘vegetariano’ (67%), ‘botânico / herbáceo’ (61%) e ‘totalmente natural’ (31%) foram as três principais reivindicações observadas em lançamentos de novos produtos nesta categoria nos últimos quatro anos.

 

«Existe um potencial de crescimento para produtos com alegações funcionais de beleza, já que existe atualmente uma lacuna no mercado de produtos de beleza ingeríveis que trabalham em uníssono com produtos tópicos para oferecer soluções holísticas para beleza e bem-estar», comenta Rimpie Panjwani, analista de beleza e cuidados pessoais da Mintel.

 

VEJA TAMBÉM: VITAMINAS E SUPLEMENTOS QUE AUMENTAM A ENERGIA

 

Dado o estilo de vida agitado do consumidor atual, quase um quarto (24%) das pessoas sente que é difícil obter as vitaminas e os minerais necessários somente com a dieta, revela a pesquisa da Mintel. «Hoje, sentir-se bem não é restrito à aparência externa, mas é uma combinação de fatores como saúde intestinal, níveis de energia, sistema imunológico saudável e imagem corporal positiva. Educar os consumidores sobre a ideia de saúde holística e de que a beleza é uma combinação do que eles aplicam topicamente juntamente com o que comem será benéfico para as marcas. As empresas podem oferecer uma rotina de bem-estar de ponta a ponta», recomenda o analista.

 

No que toca aos formatos dos produtos, mais de três em cada cinco (62%) inquiridos preferem em forma de comprimido. Porém, segundo a consultora, existe margem para desenvolvimento deste tipo de produtos integrados em bebidas, molhos, temperos ou pratos de vegetais. Opções de snacks enriquecidos, como batatas fritas, biscoitos, barras e bolos com nutrientes fortificados também têm potencial para ajudar a tornar as vitaminas, minerais e suplementos parte da dieta regular dos consumidores. Conheça agora, na galeria no início do artigo, os alimentos que ajudam a travar os sinais do envelhecimento.

 

Artigo anterior

A alimentação vegetariana é mais saudável?

Próximo artigo

Novo site de classificados quer liderar negócio em Portugal