Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Banana Glamping: complexo turístico que reaproveita desperdício das bananeiras vence Tomorrow Tourism Leaders Super Edition

Banana Glamping: complexo turístico que reaproveita desperdício das bananeiras vence Tomorrow Tourism Leaders Super Edition

O projeto, que se evidenciou entre mais de 700 ideias, nasce da vontade de três jovens em criar um complexo turístico sustentável na ilha da Madeira. Os vencedores poderão agora dar continuidade ao projeto em colaboração com o Turismo da Madeira

Pinterest Google+
PUB

A construção de um glamping com materiais provenientes da transformação das folhas de bananeira da Madeira é o grande vencedor do Tomorrow Tourism Leaders – Super Edition, promovido pelo Fórum Turismo e o Super Bock Group, que conta com o apoio institucional do Turismo de Portugal. O objetivo deste concurso era identificar novas oportunidades para uma das sete regiões turísticas nacionais, contribuindo para tornar Portugal um destino turístico mais sustentável, através do produto Turismo de Natureza.

 

O conceito do Banana Gampling nasce da vontade de três jovens, com formação nas áreas do Turismo, do Marketing e da Engenharia Mecânica, em criar um complexo turístico sustentável na ilha da Madeira, que une as três vertentes da sustentabilidade, através de um produto genuíno que faz parte da história e da identidade deste destino insular.

 

Globalmente, o projeto vencedor do Tomorrow Tourism Leaders – Super Edition promove a economia circular, já que pretende reaproveitar o desperdício das bananeiras da Madeira para construir as estruturas de glamping. Para além de incentivar à fruição de um turismo mais sustentável, o Banana Glamping possibilita a preservação do património da Madeira e apoia a comunidade local, pela necessidade de criar parcerias com os produtores e por permitir gerar experiências autênticas no destino à volta da cultura da banana.

 

VEJA TAMBÉM: PAQUISTÃO VAI SER O ANFITRIÃO DO DIA MUNDIAL DO AMBIENTE 2021

 

Este projeto foi, assim, identificado pelo júri do Tomorrow Tourism Leaders – Super Edition e pela respetiva entidade turística como uma solução enquadrada com os princípios da sustentabilidade. Para além da viabilidade económica, os critérios em análise incluíam o apoio às comunidades locais, o respeito pela cultura e a preservação do património natural e edificado e a mitigação dos impactos negativos no meio ambiente. São prioridades globais que refletem o momento atual, marcado pela crise pandémica, e possibilitam gerar respostas adequadas para os territórios se desenvolverem social e economicamente através do turismo.

 

A diretora de Comunicação, Relações Institucionais e Sustentabilidade do Super Bock Group, Graça Borges, afirma que «o Tomorrow Tourism Leaders – Super Edition recebeu centenas de projetos, o que nos deixa particularmente felizes, pela forma como esta chamada à sociedade teve um efeito tão mobilizador e positivo. Encontrámos ideias fantásticas, várias com aplicabilidade fora da região para as quais foram propostas e isto mostra o potencial empreendedor em Portugal. Felicito todos os que concorreram, em particular os vencedores».

 

Já o presidente do Fórum Turismo, António Marto, refere que «o Tomorrow Tourism Leaders – Super Edition mostrou projetos com elevados níveis de maturidade, diferentes na forma e na execução, mas sempre em benefício de um turismo nacional mais sustentável. O desafio que lançámos foi cumprido e, de facto, foi um trabalho hercúleo, já que esta competição decorreu durante a pandemia. Recebemos, no total, mais de 700 ideias e retirámos o que de melhor está a ser pensado para inovar no setor. É uma iniciativa que pensa o futuro e os resultados mostram que é possível desenvolver projetos viáveis enquadrados no conceito de sustentabilidade.»

 

O Tomorrow Tourism Leaders – Super Edition recebeu 740 ideias, de onde foram selecionadas 190. Os sete finalistas foram apurados com o apoio das entidades turísticas nacionais, tendo cada uma selecionado a melhor ideia para a sua região. O vencedor, para além de um prémio pecuniário no valor de 5 mil euros, poderá dar continuidade ao seu projeto em colaboração com o Turismo da Madeira.

 

 

 

 

Artigo anterior

Quer um cabelo mais forte? Ingira estes alimentos

Próximo artigo

Cárie dentária na infância: como prevenir