Home»FOTOS»Bacalhoaria Moderna traz frescura ao tradicional bacalhau

Bacalhoaria Moderna traz frescura ao tradicional bacalhau

Há mil e uma receitas de bacalhau tradicionais. Mas agora vão nascer muitas mais, às mãos da jovem e talentosa chef Ana Moura, que lidera a cozinha deste novo restaurante, que quer dignificar um dos mais emblemáticos produtos da gastronomia portuguesa. E nós fomos conhecê-lo.

Pinterest Google+

Localizado na Rua São Sebastião da Pedreira, em Lisboa, num espaço recatado, mas central, decorado de forma simples, mas vivaz, que serve o tradicional bacalhau, mas com um toque de modernidade. É assim o novo Bacalhoaria Moderna, que agora se dá a conhecer.

 

Da responsabilidade de Susana Almeida e Sousa, uma arquiteta com experiência em projetos de restauração, tem como chef Ana Moura, uma jovem e talentosa chef que iniciou o seu percurso profissional no Eleven, em Lisboa, e deu, entretanto, cartas em espaços igualmente distintos em Espanha. Surge agora ao comando da cozinha da Bacalhoaria Moderna, apresentando propostas de bacalhau que primam pela harmonia entre a inovação e a tradição. Este é, por isso, um projeto no feminino.

 

VEJA TAMBÉM: PORTO: RESTAURANTE JAPONÊS PROPORCIONA REFEIÇÕES A PESSOAS COM ALERGIAS ALIMENTARES

 

Outro elemento diferenciador da Bacalhoaria Moderna é a cozinha aberta através de janela panorâmica, que permite uma maior proximidade com a chef e a sua equipa, de forma a que quem visitar o espaço consiga ver as inúmeras maneiras de preparar verdadeiras iguarias da cozinha portuguesa.

 

Para Ana Moura, «este foi realmente um desafio enorme pois tenho uma grande responsabilidade ao utilizar um produto tão típico dos portugueses e, ao mesmo tempo, tão versátil». A chef adianta ainda que «para mim a grande tarefa é perceber o quão importante é cuidar do bacalhau. Sendo um produto tão português, é fundamental trabalhá-lo com a nobreza e dignidade que merece, dando assim origem a conceitos gastronómicos bem criativos».

 

Mas vamos às propostas. Se há mil e uma receitas de bacalhau, como escolher as que figuram na carta? São as que passam pelo crivo de exigência da chef. E esta é uma carta aberta, com muita margem de experimentação e criação.

 

VEJA TAMBÉM: VESTIGIUS, O MAR SERVIDO COM HISTÓRIA E CARISMA

 

Por ora, não faltam o tradicional pastel de bacalhau e um delicioso tártaro de bacalhau com vinagreta de mostarda, como entradas. Destacamos também o bacalhau à Braz deliciosamente preparado e o leitão, como opção de carne, que leva 20 horas a confecionar. Como opção vegetariana, seguramente a provar são as alcachofras com espargos brancos e molho romesco. As opções são várias e pode conhecê-las na galeria acima. Mas deixamos-lhe, por fim, a sugestão de sobremesa: torta de laranja com moscatel e rum.

 

Para Susana de Almeida, «este momento é o concretizar de um sonho já antigo. Queria ter um espaço que fosse diferente, fresco e, acima de tudo, com qualidade. A chef Ana Moura pareceu-me a pessoa indicada para concretizar esta ideia onde pretendia ter pratos tradicionais de bacalhau e ainda trazer novidades com novos sabores ligados ao bacalhau o que, vendo bem, foi um desafio enorme o que lhe lancei». Nós provámos, gostámos e recomendamos. Seguramente um ponto a fixar no mapa lisboeta.

Artigo anterior

Quer reduzir o uso de plásticos em sua casa?

Próximo artigo

Rápido e saudável? Cozinhe num wok