Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»Ayurveda e o amor romântico equilibrado

Ayurveda e o amor romântico equilibrado

A qualidade da relação e o desenvolvimento do enamoramento para o amor romântico são etapas da nossa vida que podem perturbar bastante o equilíbrio do nosso quotidiano.

Pinterest Google+
PUB

Existem vários tipos de amor, todos eles inspiradores e importantes para nos conhecermos, relacionarmos e evoluirmos. O Universo criou-nos diferentes o suficiente para sermos interessantes e estimulantes uns para os outros, e semelhantes o suficiente para encontrarmos uma base amorosa de convergência, consonância e aprendizagem comum.

 

Qualidades do amor

Ao longo da nossa história, o desenvolvimento e a evolução da qualidade das nossas relações foi sendo um fator relevante para o progresso das nossas sociedades. O impacto que uma relação íntima tem na vida de uma pessoa tem muitas vezes repercussões que vão além do próprio casal, envolvendo o equilíbrio da família, e até mesmo da comunidade em torno do mesmo.

 

Os Antigos Gregos foram exímios em elaborarem definições sobre os diferentes tipos de amor, que se desenvolvem de acordo com a motivação que os inspira.

 

Philia ao que poderíamos chamar de amor-amigo, ou amor-fraterno, é o amor sem atração romântica e ocorre habitualmente entre amigos ou familiares,  quando ambas as pessoas se respeitam e partilham dos mesmos valores. É um amor catalisado pela mente, em que aferimos quem são as pessoas que ressoam na mesma sintonia que nós, e nas quais podemos confiar. Philia em uma qualidade Vata-Pitta.

 

Pragma é um amor unido, único que amadurece ao longo de muitos anos. É um amor duradouro entre um casal que escolhe empenhar-se com a mesma resiliência no seu relacionamento. Compromisso e dedicação são necessários para alcançar o Pragma. Este tipo de amor parece ser catalisado etericamente, pelo nosso subconsciente, e conduz os parceiros um para o outro. Pragma tem uma expressão Kapha.

 

Storge é o amor que surge naturalmente entre pais e filhos, bem como em melhores amigos. É um amor infinito, e incondicional construído sobre a aceitação e profunda conexão emocional, e é alimentado e nutrido pelas memórias, pela partilha de uma vida comum, por uma cronologia compartilhada que incentiva laços duradouros com o outro.  Storge tem uma qualidade Kapha-Pitta.

 

VEJA TAMBÉM:  CHYAWANPRASH: O TÓNICO AYURVÉDICO PARA UMA VIDA LONGA

 

Eros é aquele que chamaríamos de amor romântico. É um amor primordial que vem como um instinto natural para a maioria das pessoas. É um amor apaixonado exibido através do afeto físico. É catalisado pelas nossas hormonas, que despertam o desejo de demonstrar a afeição romântica  pelo parceiro admirado e amado, através de carícias, toque físico e intimidade. Eros tem uma expressão Vata-Kapha.

 

Ludus é um amor pueril e galanteador comummente encontrado na fase do enamoramento, no estágio inicial de um relacionamento (também conhecido como estágio da lua de mel). Este tipo de amor consiste em provocações, momentos lúdicos, riso e boa disposição entre duas pessoas. Embora comum em casais jovens, alguns casais mais velhos conseguem manter ao longo dos anos a leveza que o Ludus oferece à relação, tornando o seu relacionamento mais gratificante. O Ludus é catalisado pelas nossas emoções, e produz um estado animado e divertido quando as pessoas se encontram. Ludus é proporcionado pelas qualidades do Vata.

 

Philautia é uma forma saudável de amor-próprio, onde reconhecemos a importância da nossa autoestima e preservamos as nossas necessidades pessoais. O amor-próprio começa com o reconhecimento da nossa responsabilidade pelo nosso bem-estar. É a base para a demonstração de qualquer outro tipo de Amor, já que só podemos oferecer aquilo que já temos dentro de nós. Este tipo de amor é catalisado pela nossa Alma, e permite-nos que façamos uma auto-reflexão sobre as nossas necessidades de equilíbrio físico, emocional, mental e espiritual. Philautia é estimulado pelo Pitta na nossa constituição.

 

Ágape é o mais alto nível de amor que podemos oferecer. É um amor altruísta oferecido sem qualquer expectativa de receber seja o que for em troca. Oferecer Ágape é tomar a decisão de espalhar amor em qualquer circunstância, e distribuir a bondade para os outros – incluindo em situações devastadoras. É um tipo de amor catalisado pelo nosso Espírito, e fomentado pelo nosso Propósito de Vida. Ágape reúne o melhor das qualidades de Vata (a sua leveza e graciosidade), Pitta (a sua lu e força de Vontade) e Kapha (a sua generosidade e estabilidade).

 

O relacionamento equilibrado

Uma relação íntima equilibrada é fruto da colorida e amorosa combinação entre Philautia, já que uma relação equilibrada é resultado de parceiros que se amam a si próprios – Pitta; Philia,  porque a neutralidade e a boa amizade é o que faz muitas vezes o amor persistir – Vata-Pitta; Pragma, que nasce da vontade de encontrarmos compromisso e companheirismo na Vida – Kapha; Eros, que reflete a natural expressão física do amor – Vata-Kapha; e Ludus, que ajuda a manter a jovialidade, a boa disposição, a comunicação divertida e a leveza na relação – Vata.

 

A função principal do amor romântico é estimular a evolução pessoal de cada um, suportada pelos dois em relação. Cada pessoa, e cada casal, é constituído por uma quantidade e qualidade muito única desta maravilhosa mistura de Amores, dependendo das suas próprias características pessoais, da sua vibração, da sua constituição, que ilustram o caminho de crescimento que escolheram percorrer em conjunto.

 

De qualquer forma, quando algumas das qualidades do amor romântico diminuem, ou estão em falta, a relação fica comprometida. Um relacionamento equilibrado alimenta-se de alguns valores, ações e rotinas, que o mantêm em forma e previnem os desentendimentos.

 

O ponto de equilíbrio da relação é atingido quando conseguimos manter a proporção consonante entre o dar e o receber. Os desequilíbrios acontecem quando individualmente, as pessoas ainda estão no processo de calibrarem o mecanismo do dador-tomador. Habitualmente, as pessoas com tendência a darem de mais – normalmente com qualidades de Kapha enfatizadas – precisam de aprender a estabelecer os seus limites. Por outro lado, as personalidades com tendência a tomadores, com a constituição predominante Vata ou Pitta, necessitam de ser permitirem a avançarem com a atenção e respeito sobre aquilo que recebem.

 

As etapas do amor romântico

O início de uma relação é preenchido habitualmente pelas qualidades de encantamento, flirt, e leveza de Vata. À medida que o enamoramento se desenvolve, e começa a ganhar alguma a importância no nosso Coração, a amorosidade, o carinho, e o desejo de Kapha começa a fazer-se presente, e a dar espaço a que comecemos a procurar no outro um encontro de Valores e de Propósito ativando a luz e o calor de Pitta, que, por sua vez, acende o Amor, a Alegria e o Entusiasmo. A sensação de felicidade desta fase inicial produz harmonia, homeostase, saúde, e estabilidade interna.

 

Para que o amor recém florescido possa persistir, as qualidades dos três doshas precisam de irem sendo nutridas, até darem espaço a um relacionamento romântico duradouro.

 

Esta primeira fase é tão plena de luz quanto é frágil e fugaz, pelo que é importante mantermos as nossas rotinas, a nossa estrutura, ao mesmo tempo que começamos a adaptarmo-nos e a edificarmos a base para a nova relação.

 

Findo o período lua-de-mel, a rotina diária, o enraizamento, e o trabalho interior começam a ser fundamentais para nos ajudar a lidar com os desafios de crescimento e adaptação naturais do relacionamento amoroso.

 

À medida que a relação se desenvolve é natural que as qualidades mais perniciosas dos três doshas se manifestem, sempre em busca do treino interior que possa convergir para o equilíbrio, e do antídoto, da qualidade que harmoniza o aspeto dissonante. Vata, vai tender à evasão, e à irresponsabilidade; Pitta desequilibra-se com excesso de controlo, irritação e autoritarismo, e Kapha, desarmoniza-se na indolência e  indulgência. E todos eles requerem Tolerância, Amor e muita Resiliência para serem compreendidos e ultrapassados no contexto da relação amorosa.

 

Continua na próxima página…

 

Artigo anterior

Como tornar o teletrabalho mais seguro

Próximo artigo

Grandes retalhistas ameaçam boicotar compras de peixe decorrente de práticas de sobrepesca