Home»VIDA»ALTERNATIVAS»Astrologia e saúde: os segredos de Escorpião

Astrologia e saúde: os segredos de Escorpião

Descubra como a astrologia pode influenciar a sua saúde. Signo ligado à transformação num processo de reciclagem ou mesmo de morte e renascimento. Por esta razão ligamos este signo a tudo que no organismo faz a profunda transformação, tudo o que se refere aos órgãos excretores, libertando o que retemos e que nos cria vários problemas de saúde. Ligado ao signo da mente profunda e à forma como precisa de manifestar a sua criação. Ligado ao sistema reprodutor.

Pinterest Google+
PUB

Exercícios:

Assuntos ligados a morte, num nível metafisico, encontra-se num estágio de progressão da sua consciência. Não é bom nem mau, mas é a forma como atua. Até se pode aproximar do medo, ou, de igual forma, com uma mente aberta para entender até onde consegue ir. A chave é deixar-se ir para ver onde pode chegar, permitindo ter medo da morte e morrer no processo. Para o fazer, precisa de resolver qualquer estigma que tenha.

 

Aquela frase de “Tudo ou nada” pode ser ajustada se mergulhar fundo nas suas emoções e resgatar o que está a causar medo, muitas vezes ataca antes de se poder permitir sentir de forma a deixar o outro dar-lhe a mão. O que pode trazer muita pressão nos seus órgãos excretores porque retém as emoções, não liberta, então poderá fazer o seguinte:

 

  • Ao acordar observe o céu e sinta a conexão, com profundas inspirações e expirações sinta o ar a conectar-se com o seu SER. Levante os braços e sinta toda a energia do universo;
  • De seguida faça uns pequenos exercícios físicos que o conecte com a ativação da sua zona pélvica, podendo fazer várias vezes sentindo a ligação com a Terra, o elemento que precisa para dar estrutura à sua água:
  • A ligação com o mar é fundamental para libertar as suas emoções, sempre que for possível caminhe junto ao mar para poder libertar o que retém e faça vários exercícios junto ao mar, como por exemplo alongar o corpo, elevar a sua mente, e sinta com as mãos e os joelhos a ligação com a areia e deixe fluir.

 

O seu elemento Água conecta-se a várias memórias, que no seu caso estão bem profundas e precisa encontrar a causa para poder libertar a constante inquietude que sente, como  se estivesse sempre em alerta, podendo levar a somatizar de tal forma, que retém os medos nos órgãos, principalmente os excretores.

 

Como o oitavo signo do zodíaco esta energia vem de Carneiro, Touro, Gémeos, Caranguejo, Leão, Virgem e Balança, a simbologia deste número liga o céu com a terra em espiral, levando ao movimento, à ligação a tudo, à vida e à morte.

 

A analogia com a Borboleta leva a entender o poder deste signo, que primeiro rasteja como a lagarta conhecendo o mundo mais terreno e obscuro, que não o deixa olhar para cima, e que por vezes tem de acumular o que não quer mas que precisa para sobreviver. E quando vai para o casulo tem duas soluções: ou se deixa morrer, ou se transforma e consegue soltar-se e voar e sentir o poder das asas. E o pouco tempo de vida que lhe resta levá-lo-á a sentir a beleza de tudo estar conectado, e de se sentir eterno. Mas tenha atenção, não se desvie dos seus recursos nem da capacidade de autovalorizarão, como amor e afeto, afinal o seu oposto é Touro regido pela Vénus, procurando relembrar-lhe esta frase: “EU TRANSFORMO A DOR EM AMOR” e procura fundir estas duas versões da vida que juntas formam algo maior.

 

Alimentos mais adequados:

Ervilhas verdes, espinafre, alface, ameixas, carne (fígado, rim, coração bovino, frango), ostras, mariscos, trutas, arenque, sardinha, cereais, flocos de farelo de trigo, iogurte, queijo branco, ovos, queijo, leite desnatado. Temperos devem ter um teor leve.

 

Devido a terem dificuldade em libertar os resíduos, as toxinas, que ficam no colón e nos intestinos, precisam de ter cuidado com algumas especiarias e alimentos. A deficiência de ferro, devido à incompatibilidade com o elemento fogo, prejudica a absorção da B1, que tem a função de atuar no desenvolvimento normal das células vermelhas, na medula óssea, dos intestinos e do sistema nervoso.

 

Nota: O ferro precisa de vitaminas C e E, cobre e ácido fólico e vitamina B6, para complementá-lo. Não se deve tomar vitamina E junto com o ferro, porque atua na formação da hemoglobina, ajudando na disfunção hepática, degeneração celular, envelhecimento prematuro. E outras orientações que o seu médico ou naturopata poderá indicar.

 

 

Artigo anterior

Alojamentos de norte a sul onde pode relaxar com os seus animais de estimação

Próximo artigo

Como eliminar o músculo do adeus?