Home»VIDA»ALTERNATIVAS»Astrologia e saúde: os segredos de Escorpião

Astrologia e saúde: os segredos de Escorpião

Descubra como a astrologia pode influenciar a sua saúde. Signo ligado à transformação num processo de reciclagem ou mesmo de morte e renascimento. Por esta razão ligamos este signo a tudo que no organismo faz a profunda transformação, tudo o que se refere aos órgãos excretores, libertando o que retemos e que nos cria vários problemas de saúde. Ligado ao signo da mente profunda e à forma como precisa de manifestar a sua criação. Ligado ao sistema reprodutor.

Pinterest Google+

Como tem dois planetas regentes: Marte como o coregente (o mais antigo) e Plutão (o mais moderno) tem tendência a somatizar tensão, emoções fortes, obstinação, ciúmes, possessividade, desconfiança, natureza enérgica, rancor, orgulho, obsessão, brutalidade e tirania.

 

O planeta Marte incide sobre o corpo físico ativando a bexiga, uretra, genitais, ovários / testículos, próstata, cólon sigmoide, osso púbico, nariz e hemo. O mesmo pode acontecer com o ascendente em Escorpião ou em Marte ou o Plutão na casa 8.

 

As lições de Escorpião

Ao ligarmos Escorpião ao seu eixo Touro, encontramos acumulação de patologias que em geral são herdadas por vários fatores, quer por ADN quer por memórias do passado, esta última ligada aos processos de desenvolvimento da criança ainda bebé. A criança, tal como Freud explicava, na fase de desenvolvimento até aos 18 meses, chamada a Fase Oral, onde o bebé necessita do contacto do prazer com a boca, e caso não estimule esta fase como precisa, pode desenvolver mais tarde problemas de depressão profunda, esquizofrenia, dependência. Tudo que se irá manifestar na casa 8, a área de vida de Escorpião, pode trazer ainda vários processos de somatização na psique. Uma das suas grandes lições passa por expurgar o que traz contido, e fazer a sua linha do tempo, para começar a entender o porquê de não ter necessidade de não atacar ou transferir a sua raiva para o outro, que pode de muitas formas tornar-se numa obsessão.

 

Manifestações físicas de Escorpião:

  • Infeções bexiga
  • Mau funcionamento do colon
  • Problemas nos ovários
  • Problemas em geral crónicos
  • Alargamento da Glândula da próstata
  • Zona dorsal da coluna
  • Alterações hormonais

 

A forma intensa como precisa de viver a vida pode criar somatização de ações onde a forte necessidade de querer as coisas à sua maneira podem restringir os seus movimentos físicos, como a parte muscular, criando pressão e levando a dores. Por vezes, o controlo de todas as situações pode estar ligado a esta ação, criando desgaste físico e mental.

 

A segurança emocional é crucial para a sua saúde, e por vezes ela não é sentida devido ao passado, à memória reprimida de falta de segurança emocional. O sentir “Eu tenho amor em mim de todas as formas” pode ajudar a libertar a necessidade de controlar o amor do outro por si. A força característica deste signo pode levar a processos do tudo ou nada, e não analisar os dois lados de uma situação e seguir pela chamada estrada do meio.

 

Técnicas terapêuticas

Como resgatar a segurança emocional, sem ter de agir de forma tão cruel consigo mesma? Provavelmente pela sua história de infância, a sua relação com o seu lado feminino, pelo sentimento de outrora de não sentir o contato profundo do afeto, da proteção e por vezes encontramos histórias onde a pessoa fala de ter tido uma excelente vida na infância, mas a profundidade deste arquétipo é tal, que se surgir sintomas físicos é de crucial importância escutar o seu corpo, e procurar encontrar a causa, para eliminar o efeito. A relação com a morte é de grande importância para poder viver a vida com maior entrega sem medo de perder. Por ser um signo de grande profundidade emocional, e de uma forte tendência para a manipulação.

 

Precisa de refletir nestas questões:

  • Quais são as suas crenças acerca da morte? De que forma ajuda a sua vida? De que forma atrapalha a sua vida?
  • De que forma está preparado para libertar o passado e as suas expetativas?
  • Em que altura da sua vida no passado teve de se reinventar? O que precipitou a morte e o renascimento?
  • Quantos emoções intensas vive numa semana? Consegue analisar quais a que geram raiva?
  • Quando vivencia experiências negativas, é capaz de as ultrapassar? Como?

 

Continua na próxima página…

Artigo anterior

Os benefícios e os cuidados quando praticamos alongamentos

Próximo artigo

SOS Bolas de Berlim: dicas para retomar a dieta após o verão