Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»As variações do orgasmo feminino

As variações do orgasmo feminino

A 31 de julho é comemorado o Dia Mundial do Orgasmo e, por isso, quero falar sobre as diversas variações de prazer.

Pinterest Google+

O orgasmo é uma experiência corporal e emocional que é atingida no momento máximo da excitação sexual. São descritas algumas das diferentes formas de orgasmos para a mulher, tais como:

 

Orgasmo clitoriano – É o orgasmo atingido quando acontece grande estimulação do clitóris. Pode acontecer com sexo oral, manipulação com a mão, com um vibrador ou algum objeto. O clitóris é um órgão com muitas terminações nervosas, o que o torna muito sensível à estimulação. É o tipo de orgasmo mais frequentemente alcançado pelas mulheres.

Orgasmo vaginal – É o orgasmo atingido com a penetração. Não é tão frequente quanto o clitoriano. Na penetração pode ocorrer pressão sobre o ponto G, o que amplia as sensações de prazer e leva a um orgasmo mais intenso.

Orgasmos múltiplos – Ocorrem quando a mulher experimenta uma sequência de pequenos orgasmos, tendo no total uma maior duração de tempo.

 

Veja também: Verão escaldante: segredos para alcançar o orgasmo

 

 

Para além destas formas mais frequentes de orgasmo, outras também são possíveis. O sexo anal pode ser a preferência de algumas mulheres que atingem mais facilmente o orgasmo desta forma, especialmente porque a posição favorece a manipulação do clitóris. Muitas mulheres, no entanto, não apreciam este tipo de relação. Isso deverá ser respeitado pelas próprias e pelos seus parceiros. Outras mulheres experimentam o orgasmo com a manipulação dos seios e mamilos.

 

Enfim, o orgasmo pode ser atingido com qualquer elevada estimulação de alguma área excitável. Torna-se ainda mais possível quando há uma entrega às sensações e ao parceiro. Antes de tudo, o orgasmo não deve ser a expetativa máxima de uma relação sexual. O encontro sexual pode e deve ser vivido em todas as suas etapas e o orgasmo é mais uma delas. Como é um momento de forte intensidade, é muito valorizado. No entanto, todas as fases de uma relação sexual devem ser vividas e, quanto maior for a entrega nas fases que antecedem o orgasmo, mais ele se torna possível.

 

Veja também: Como melhorar a sexualidade: 10 dicas sempre em dia

 

A ansiedade é inimiga do relaxamento e entrega que podem ser conseguidos na relação sexual e, quanto mais ficar ansiosa para atingir o orgasmo, maior dificuldade vai ter, pois não vai conseguir relaxar e se entregar verdadeira e espontaneamente à experiência. O mais valioso na relação sexual é poder vivê-la por completo, com a maior harmonia possível junto ao parceiro e a melhor condição de entrega à experiência. O que quero dizer, neste caso, é que é mais importante o caminho do que o destino. Se o seu destino, ao se relacionar sexualmente, somente for o orgasmo, não vai aproveitar todas as outras fases que poderão ser muito prazerosas e que facilitarão o aumento da excitação. Então procure viver cada momento da sua relação sexual como único e esteja o mais presente possível em cada etapa. Uma boa relação sexual vale muito mais pela entrega do que pelo desempenho. Não há uma performance pré-estabelecida que tenha que ser atingida. Não se esqueça que quanto maior for a intimidade entre os parceiros, maior a possibilidade de entrega um ao outro.

 

No meu canal do YouTube tenho muitos vídeos sobre orgasmos. Destaco um em especial para que possa aprender mais: clique aqui

 

Beijinhos e até ao próximo texto!

Artigo anterior

Artista junta celebridades bonitas e cria novas caras

Próximo artigo

Como os mais próximos atrapalham na perda de peso