Home»BEM-ESTAR»COMPORTAMENTO»As suas fotos no Instagram mostram se está deprimido

As suas fotos no Instagram mostram se está deprimido

Se pensa que se consegue 'esconder' atrás de belas fotografias que publica nas redes sociais, pois saiba que não é bem assim. Uma pesquisa realizada pela Universidade de Harvard e pela Universidade de Vermont mostra como a ciência computacional consegue detetar com eficiência estados depressivos em pessoas através da análise do perfil das fotografias publicadas.

Pinterest Google+

Quando se sente mais triste, as suas fotografias também se tornam mais cinzentas. São mais escuras e têm menos rostos a aparecer. Tal como a linguagem corporal e o comportamento podem desvendar o estado mental de uma pessoa, também as imagens publicadas nas redes sociais conseguem revelar o seu estado mental, nomeadamente traços depressivos. A conclusão é de um estudo levado a cabo pelas universidades de Harvard e de Vermont, nos Estados Unidos da América.

 

A pesquisa mostra que a inteligência artificial dos computadores consegue detetar pessoas deprimidas a partir de pistas reveladas nas fotos publicadas no Instagram com 70% de precisão, uma taxa superior aos 42% de diagnostico correto feito por um médico, segundo revela esta pesquisa.

 

VEJA TAMBÉM: RAZÕES ESCONDIDAS QUE PROVOCAM CANSAÇO

 

«Isto aponta para um novo método de rastreio precoce da depressão e de outras doenças mentais emergentes», diz Chris Danforth, professor na Universidade de Vermont, que coliderou o estudo com Andrew Reece, da Universidade de Harvard. «Este algoritmo às vezes pode detetar a depressão antes do diagnóstico clínico», explica o investigador.

 

Neste estudo, os investigadores pediram a 166 voluntários que dessem acesso ao seu feed de Instagram, bem como ao seu histórico de saúde mental. Metade destes voluntários tiveram diagnóstico clinico de depressão nos últimos três anos. Ao todo, foram recolhidas 43.950 fotografias.

 

VEJA TAMBÉM: OS PRIMEIROS SINAIS DE DEPRESSÃO

De seguida, as fotos foram analisadas tendo em conta parâmetros de pesquisa sobre as preferências das pessoas pelo brilho, cor e sombreamento. «A análise dos pixéis das fotos no nosso conjunto de dados revelou que os indivíduos deprimidos da nossa amostra tendiam a publicar fotos que eram, em média, mais azuis, mais escuras e mais cinzentas do que aquelas publicadas por indivíduos saudáveis», explicam Danforth e Reese. Veja a imagem abaixo.

 

Os investigadores também descobriram que os indivíduos saudáveis tendem a escolher filtros no Instagram que dão às suas fotos um tom mais quente e mais brilhante. Entre as pessoas deprimidas, o filtro mais popular era o ‘Inkwell’, que transforma a foto numa imagem a preto e branco. «Por outras palavras, as pessoas que sofrem de depressão eram mais propensas a escolher um filtro que literalmente drenava toda a cor das imagens que queriam compartilhar», escrevem os cientistas.

 

As suas fotos no Instagram mostram se está deprimido

A fotografia da direita, publicada por indivíduos deprimidos, possui mais azul, saturação mais baixa e menos brilho do que a fotografia da esquerda.

Artigo anterior

Saiba se tem uma inteligência acima da média

Próximo artigo

Os diferentes tipos de amigos: qual é o seu perfil?