Home»GLAMOUR»BELEZA»As próteses de silicone são vitalícias?

As próteses de silicone são vitalícias?

A ciência médica tem provado que as próteses mamárias apresentam cada vez mais durabilidade e segurança, mas em boa verdade pode existir a hipótese de uma mulher ter de trocar de próteses ao longo da vida.

Pinterest Google+
PUB

Uma das questões que as minhas pacientes mais me colocam numa consulta de cirurgia plástica, no que ao aumento mamário diz respeito, é se as próteses mamárias são vitalícias.

 

Como cirurgião plástico tenho a noção exata que é importante referir que existe de facto uma errada perceção de que as próteses mamárias e os resultados de uma cirurgia são imutáveis ao longo do tempo e que o aspeto da mama após a cirurgia se vai perpetuar no tempo.

 

Esta ideia, erradamente preconcebida, surge frequentemente porque as próteses têm uma garantia de resistência do próprio material que é vitalícia, ou seja, o material que constitui uma prótese de silicone não deteriora. Outra situação completamente diferente é o resultado e a reação corporal que uma paciente tem à colocação das suas próteses.

 

A ciência médica tem provado que as próteses mamárias apresentam cada vez mais durabilidade e segurança, mas em boa verdade pode existir a hipótese de uma mulher ter de trocar de próteses ao longo da vida.

 

Numa consulta de cirurgia plástica realizo uma simulação tridimensional durante a qual consigo literalmente realizar a cirurgia num ecrã de computador, dando à paciente a possibilidade de visualizar o seu “depois” e o seu resultado, transmitindo assim a segurança e confiança necessárias para avançarmos para uma cirurgia.

 

Em resumo, a mamoplastia de aumento é uma cirurgia extremamente segura e, fruto das tecnologias disponíveis, nomeadamente simuladores corporais tridimensionais, falamos de uma cirurgia com resultados previsíveis e excelentes. São raros os casos em que poderá haver a necessidade de trocar de próteses mamárias. Muitas vezes estas situações ocorrem não por só desejo da própria paciente (por exemplo querer um tamanho diferente), mas também devido a uma reação corporal ao próprio implante.

Artigo anterior

Castanhas e mais castanhas: conhece bem este fruto de outono?

Próximo artigo

Os tesouros escondidos nas águas de Malta