Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»As desculpas para não fazer dieta

As desculpas para não fazer dieta

Em janeiro não dá porque há que acabar os doces oferecidos no Natal, em fevereiro também não porque temos o Carnaval, em março começa a primavera, em abril temos a Páscoa… Se está à procura de um mês calmo e tranquilo para começar a fazer dieta, pois saiba que ele não existe.

Pinterest Google+

Muitas pessoas, tenho quase a certeza, para emagrecer tiveram que contar calorias, deixar de comer radicalmente hidratos de carbono, substituir refeições por batidos, comer e abusar de sopas, a dieta de só comer os alimentos permitidos, entre muitos outros métodos que referem perder os quilos em excesso de uma forma rápida e definitiva… mas acabando a dieta voltam a recuperar os quilos perdidos e, em alguns casos, chegam mesmo a aumentar mais uns quantos quilos. Não é verdade?

 

Depois lá se vai a autoestima, a motivação, a força de vontade, e as desculpas para não se fazer dieta. Por falar em desculpas, as principais desculpas que me referem no dia-a-dia são:

 

– “Na próxima segunda-feira eu começo a fazer dieta!”

– “Primeiro vou inscrever-me num ginásio”.

– “Não sei cozinhar”.

– “Tenho problemas com a tiróide e depois tudo o que como engorda-me”.

– “Estou sem dinheiro”.

 

VEJA TAMBÉM: APETECE-LHE UM DOCE? VEJA COMO CONTROLAR ESSE IMPULSO

 

Mas serão estes os verdadeiros motivos para não fazer dieta? Ao tratarmos os alimentos como “fazem bem” e “fazem mal”, ou os “permitidos” e “proibidos”, reduzimos a alimentação/nutrição a uma forma muito simplista, um jogo do “certo” e do “errado”. O que comemos importa, e muito, é claro. Mas para os seres humanos comer é um ato físico, político, social, cultural, e, por vezes, consciente. Então:

 

Em que mês se deve começar a fazer dieta?

Se está a procura de um mês calmo e tranquilo para começar a fazer dieta, rapidamente vai perceber que não existe. E surgem as desculpas, em janeiro não dá porque há que acabar os doces e os chocolates que foram oferecidos no Natal, em fevereiro também não porque temos o Carnaval, em março começa a primavera, em abril temos a Páscoa, em maio o casamento do melhor amigo, em junho os feriados dos Santos Populares, e assim por diante, já para não falar da existência dos dias de folga, das festas de aniversário, de batizados e de outras datas comemorativas. Por isso, se está mesmo empenhado em emagrecer, qualquer mês é sempre um bom mês para iniciar a dieta.

 

VEJA TAMBÉM: ESTÁ DE DIETA? ESTES SÃO OS ERROS QUE DESACELERAM O METABOLISMO

 

De que forma e como começar?

Procure um profissional especializado, que é o nutricionista, para que possa ser avaliado e analisado o seu perfil numa consulta de nutrição. Em seguida, o nutricionista prescreve um plano alimentar personalizado e adequado às suas características. O objetivo de perder ou manter o peso é seu. O ideal é começar sempre com uma (re)educação alimentar e depois, à medida que vai atingindo os seus objetivos, o nutricionista vai adaptando o plano alimentar às novas necessidades. Primeiro há que ter consciência do que é uma alimentação equilibrada para não se entrar em exageros e radicalismos, depois é fundamental que tenha metas e objetivos: quem não sabe onde quer chegar, não chega a lugar algum, não é assim?

Artigo anterior

A 7ª edição das 7 Maravilhas vai redescobrir o mundo rural de Portugal

Próximo artigo

Visitas gratuitas vão mostrar cada centímetro do Metro de Lisboa em 2018