Home»AMOR»RELAÇÕES»As descobertas da ciência para uma relação de sucesso

As descobertas da ciência para uma relação de sucesso

A primavera chegou e com ela uma maior vontade de namorar. Este é um bom momento para recorrer à ciência comportamental para obter alguns conselhos amorosos.

Pinterest Google+

O amor não se explica. Mas isso não impede que os cientistas tentem ao longo do tempo encontrar algumas explicações científicas para muitas questões relacionadas com a empatia mais íntima entre duas pessoas. Por isso mesmo, o  Centro de Investigação de Decisão da Universidade Chicago Booth School of Business, EUA, divulgou descobertas feitas ao longo dos anos sobre relações amorosas e que têm por base investigações científicas.

 

Num dos estudos, ‘Happy you, healthy me?’, concluiu-se que fazer o parceiro feliz faz bem à saúde, independentemente do quão feliz ou infeliz se é. Uma série de estudos anteriores ligaram a felicidade de uma pessoa à saúde e à longevidade, mas os investigadores quiserem ir mais longe e tentar descobrir se estar com pessoas felizes poderia ter um efeito semelhante. Para testar a teoria, avaliaram a saúde e a felicidade de quase 2.000 casais, com idades entre os 50 a 94, durante um período de seis anos. Ambos os parceiros avaliaram a sua felicidade individual e satisfação com a vida, e responderam a perguntas sobre a sua saúde física e pessoal, incluindo o seu nível de atividade e quaisquer problemas crónicos de saúde.

 

VEJA TAMBÉM: VANTAGENS DE MORAR COM O COMPANHEIRO

 

Descobriu-se que a felicidade do cônjuge de uma pessoa está fortemente ligada à saúde do indivíduo, em medidas de saúde geral, deficiência física e nível de atividade, o que parecia funcionar para ambos os parceiros. Além disso, os efeitos da felicidade de um parceiro na saúde de uma pessoa eram independentes do nível de felicidade do indivíduo.

 

Uma outra descoberta prende-se com as refeições. No estudo ‘Uma receita para a amizade: Consumo de alimentos similares promove a confiança e a cooperação’ foi explorada a alimentação combinada com a ciência comportamental. Segundo o estudo, quando as pessoas se conhecem mal, como acontece por norma num primeiro encontro, ao comerem uma refeição igual pode aumentar a camaradagem o que, por sua vez, pode levar à confiança e à cooperação.

 

VEJA TAMBÉM: OS COMPORTAMENTOS INSÓLITOS DOS APAIXONADOS

 

Planear uma experiência juntos em vez de trocar presentes inspira mais gratidão. Eis uma outra descoberta dentro da temática dos relacionamentos. As pessoas são mais gratas pelo que fizeram por elas do que pelo que têm, e essa gratidão pode levar a uma maior generosidade em relação aos outras.

 

No estudo ‘Cultivar a gratidão e dar através do consumo experiencial’, os investigadores descobriram que os sentimentos de gratidão desenvolvem-se com mais frequência quando as pessoas refletem sobre compras experienciais, como férias ou bilhetes para eventos, do que quando refletem sobre coisas materiais como, por exemplo, gadgets ou roupa. Refletir sobre experiências gratificantes também leva a um comportamento altruísta mais subsequente do que pensar em posses materiais significativas. Isto é, quando as pessoas estão gratas pelas experiências tratam melhor os outros.

 

VEJA TAMBÉM: O QUE FAZER QUANDO TERMINA UMA RELAÇÃO

 
Por fim, pense nesta questão: Sabe comunicar? As pessoas casadas podem pensar que comunicam bem com os seus parceiros, mas os psicólogos descobriram que nem sempre se transmitem mensagens aos amados, assim como alguns cônjuges não comunicam melhor entre si do que o fazem com estranhos. Para o estudo , os investigadores inventaram algo semelhante a um jogo de salão para estudar a questão.

 

Dois grupos de casais sentaram-se numa cadeira de costas virados um para o outro e tentavam dicifrar o significado das frases ambíguas de cada um. Ao todo, 24 casais ​​participaram no estudo. Usaram frases comuns utilizadas em conversas quotidianas para ver se os cônjuges entendiam melhor as frases dos parceiros do que as das pessoas ‘de fora’. Os cônjuges sobrestimaram as suas capacidades de comunicação e tiveram mais sucesso com estranhos do que com os seus parceiros.

Artigo anterior

Quivi: porque deve comer um todos os dias na primavera

Próximo artigo

Ayurveda: alimentação e estilo de vida na primavera