Home»FOTOS»Aprenda a identificar os aditivos alimentares

Aprenda a identificar os aditivos alimentares

Cada vez mais os aditivos fazem parte da composição de muitos alimentos que ingerimos. Dão mais sabor, mais cor, prolongam a validade e melhoram o aspeto geral. Porém, é preciso cuidado com eles. Saiba mais para fazer uma alimentação mais consciente.

Pinterest Google+

Porém, por não existirem estudos científicos conclusivos que possam comprovar as ações dos aditivos alimentares no organismo humano, o nutricionista Alexandre Fernandes aconselha um consumo controlado dos mesmos. No entanto, «é muito difícil quantificar a quantidade de aditivos que cada um ingere, por isso, pode-se ultrapassar a “dose diária admissível”, relacionada com as características fisionómicas do peso e altura de cada um», elucida o nutricionista.

 

Em Portugal, os aditivos utilizados são cerca de 312 e dividem-se em 26 categorias. A identificação dos vários tipos de aditivos torna-se simples se conhecer a sequência numerária. No caso dos corantes, estes são fáceis de identificar, pois os seus números ‘E’ estão todos dentro da primeira centena. No entanto, segundo a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica, embora para os restantes aditivos do mesmo tipo se tenha procurado numerá-los em sequência (por exemplo, conservantes de E 200 a E 290 ou antioxidantes de E 300 a E 321) nem sempre esta regra pode ser mantida, principalmente em situação de adição ou eliminação de aditivos.

 

Veja também: O funcionamento da segurança alimentar

 

Segundo Alexandre Fernandes é «comum um determinado aditivo ter mais do que uma função e enquadrar-se em mais do que um destes grupos». Estes classificam-se do seguinte modo:

 

E 100 – 199 Corantes
E 200 – 299 Conservantes
E 300 – 399 Antioxidantes
E 400 – 499 Emulsionantes e estabilizadores
E 500 – 599 Espessantes
E 600 – 699 Intensificadores de sabor
E 900 – 999 Edulcorantes
Acidificantes e reguladores de acidez

 

O autor do livro ‘Desperdício Zero na Cozinha’ aconselha que se reduza ao máximo o consumo de alimentos processados repletos de aditivos alimentares. «Evite o consumo de alimentos com corantes, que têm como função tornar o alimento mais atrativo e apetecível e consuma poucas refeições preparadas e/ou congeladas, porque apresentam muitos aditivos». Acima de tudo, informe-se e leia sempre o rótulo antes de comprar um produto embalado.

 

Veja, no topo deste artigo, a galeria que preparámos para si sobre os aditivos alimentares que deve evitar.

 

Artigo anterior

As mais belas paisagens da Europa para apreciar neste verão

Próximo artigo

Mudar de nome após o casamento: história e exemplos