Home»GLAMOUR»MODA»Anúncio com modelo demasiado magra proibido no Reino Unido

Anúncio com modelo demasiado magra proibido no Reino Unido

Proibição vem na linha de decisões tomadas por várias países que sancionam agências e marcas de moda ao usarem modelos demasiado magras ou que firam outro tipo de suscetibilidades

Pinterest Google+

A autoridade que regula a publicidade no Reino Unido volta a mostrar que existem limites à publicidade realizada, ao proibir, desta vez, um anúncio da Yves Saint Laurent, protagonizado por uma modelo «abaixo do peso de forma doentia», divulga a BBC.

Ainda no passado mês de maio, a Advertising Standards Authority (ASA) havia proibido um anúncio da Miu Miu, por este induzir à sexualização de menores, o que comprova a atenção que os reguladores estão a dar à divulgação de ideais pouco saudáveis ou recomendáveis.

Desta vez, o anúncio, publicado na revista Elle britânica, trazia uma mulher com as costelas visíveis e proeminentes, de acordo com ASA. «Por isso, consideramos que a modelo parece abaixo do peso de forma doentia na imagem e concluímos que o anúncio é irresponsável».

O órgão decidiu que o anúncio não pode ser reproduzido da mesma forma, e acrescentou que «recomendou que os anunciantes assegurassem que as imagens dos seus anúncios fossem feitas de forma cuidadosa».

As autoridades têm vindo a fechar o cerco e a regular a comunicação feita pelo mundo da moda, dado o impacto que tem no imaginário e autoestima das pessoas. Para além dos anúncios que têm vindo a ser proibidos, recorde-se que vários países europeus têm mesmo vindo a tomar decisões no sentido de combater a anorexia no mundo da moda, nomeadamente proibindo as agências de modelos e marcas de moda de contratarem modelos com índice de massa corporal abaixo de 18, podendo ser sancionadas com multas e mesmo prisão. Itália, Espanha e Israel adotaram, em 2013, leis contra modelos exageradamente magras nas passarelas e em campanhas publicitárias.

Artigo anterior

Algarve com 91 praias com qualidade de ouro

Próximo artigo

Johnny Depp é a nova cara da Dior