Home»ATUALIDADE»ENTREVISTAS»António Archer: «A Boxer Shorts distingue-se pela elevada qualidade que só marcas de luxo conseguem oferecer»

António Archer: «A Boxer Shorts distingue-se pela elevada qualidade que só marcas de luxo conseguem oferecer»

A marca portuguesa nascida nos anos 90 tem agora uma nova vida. No final do ano passado, António Archer, um jovem portuense de 25 anos, apostou na marca para que regressasse ao mercado em grande. Lança agora uma coleção inspirada na cidade do Porto.

Pinterest Google+

Conte-nos um pouco da história da Boxer Shorts e porque decidiu pegar nesta marca?

A primeira loja Boxer Shorts nasceu em 1991, na Avenida Brasil, no Porto. Vendia camisas, gravatas e boxers.  Anos mais tarde, ainda nos anos 90, sofreu um rebranding e passou a chamar-se Throttleman, marca que todos os portugueses conhecem. A Boxer Shorts ficou então o nome da linha de interiores de homem da Throttleman e nunca desapareceu realmente do mercado… daí ainda ter uma associação muito forte junto do consumidor português.

 

A Crivedi, empresa gerida pelo meu pai, comprou a Throttleman e a Boxer Shorts em 2014. Quatro anos mais tarde a primeira foi vendida ao grupo Lanidor, mas a marca Boxer Shorts não. Ficou então, durante quatro anos, “adormecida”. No entanto, como eu tinha uma ligação emocional muito forte com a marca, e por ter convivido deste pequeno com o setor têxtil, sempre tive interesse em – um dia – apostar neste setor. Depois de me licenciar e vir para Barcelona tirar mestrado, a cidade onde agora trabalho, acabei por estagiar numa empresa espanhola do setor do retalho, e dei por mim a pensar que já estava na altura de “acordar” um projeto como a Boxer Shorts, que me dizia tanto. Acabei por partilhar este meu interesse com um professor e tutor, Kim Bosch, que me ajudou imenso e que acabou por ser fundamental para dar este grande passo. E assim renasce a Boxer Shorts, no final de 2018.

 

VEJA TAMBÉM: PROJETO PIONEIRO PARA APOIAR EMPREENDEDORES DA OURIVESARIA NASCE EM GONDOMAR

 

Quais as suas ideias para renovar a marca?

Para já, quis concentrar-me na aposta apenas de um produto, os boxers, que está associado diretamente à marca. Eram o bestseller da Boxer Shorts e, por isso, só fazia sentido este caminho. O desafio inicial foi, sem dúvida, inovar o produto, oferecer algo diferente (não mais do mesmo), mas que fosse de encontro ao ADN da marca e ao imaginário dos portugueses. Para o futuro, os planos são a extensão da marca a outros segmentos, mas ainda é muito cedo para falarmos nesse passo.

 

Quantas coleções vão lançar ao ano?

Por ano vão ser lançadas duas coleções, sendo que ocasiões especiais e efemérides terão direito a peças especiais e exclusivas, como o Natal e o Dia do Pai, por exemplo.

 

O que acha que vos distingue da concorrência?

A Boxer Shorts distingue-se pela elevada qualidade, conforto e escolha de tecidos premium, que só marcas de luxo conseguem oferecer.  No entanto, e uma vez não existem intermediários entre a produção dos boxers e o cliente final, conseguimos oferecer um preço bastante competitivo e interessante para o consumidor final. Uma vantagem competitiva que só é possível por sermos nós os responsáveis por todo o processo, desde o desenho e produção até à entrega.

 

VEJA TAMBÉM: COMO GUARDAR ROUPA ENTRE ESTAÇÕES (ESTÁ NA ALTURA DAS TROCAS)

 

Fale-nos um pouco desta nova coleção?

A Oporto Collection é a quarta coleção da Boxer Shorts, uma vez que inicialmente lançámos três linhas intemporais: Classic, Casual e Exclusive.  Esta nova coleção inspira-se na cidade do Porto, que foi a cidade que viu a Boxer Shorts nascer e que também é a minha. No fundo, é uma homenagem a uma cidade que adoro, e que – apesar de agora me encontrar longe – será sempre a minha casa. Esta nova linha é composta por 17 peças intemporais dedicadas a monumentos e espaços emblemáticos do Porto. Temos, por exemplo, o odelo “Cristal”, de quadrados pequenos azuis e brancos como uma bola de cristal; os boxers “Clérigos”, em tons de branco, verde e azul, entre muitos outros.

 

Quem é o vosso cliente alvo? Em Portugal ou também no estrangeiro?

O nosso cliente alvo é o homem que valoriza um estilo clássico com um toque atual e para quem a elevada qualidade e conforto são uma exigência no dia a dia. Neste momento estamos focados no mercado português, no entanto, e sendo nós uma marca cujo ponto de venda é o site, não faz sentido esquecermos os outros países, nomeadamente na Europa. Temos já alguns clientes fiéis em mercados como Espanha e Bélgica, por exemplo.

 

Só vendem online. Pretendem estar presentes em lojas físicas?

Por agora, queremos focar-nos no online porque é este canal que nos permite garantir a nossa vantagem competitiva. Claro que no futuro haverá a possibilidade de termos outros canais e pontos de venda, já tivemos inclusive algumas abordagens nesse sentido. Mas cada passo tem de ser muito ponderado e só quando for uma proposta interessante e sustentável a longo prazo é que daremos esse passo.

 

VEJA TAMBÉM: AS DICAS DE BELEZA DE… AFONSO VILELA

 

 

Quais as ambições para os próximos tempos?

Para já, estamos focados em dar a conhecer a nossa mensagem e em solidificar o nome da marca junto do nosso target no mercado português. Depois, no futuro, temos como objetivo dar resposta a outras necessidades dos nossos clientes, adicionando mais produtos à marca. Mas sempre em sintonia com aquilo que o consumidor precisa e deseja.

 

 

Que mensagem quer deixar aos homens portugueses sobre a sua marca?

Aos portugueses… dizer que a Boxer Shorts é uma marca que honra a sua história e origem. 100% portuguesa, é uma marca masculina que oferece qualidade e que faz a diferença no dia-a-dia de qualquer homem. Versátil, elegante e de um conforto incomparável, é a escolha ideal para os homens que valorizam o detalhe e a elegância.

 

Veja algumas imagens da nova coleção na galeria no início do artigo.

Artigo anterior

A maioria dos portugueses gosta da sua voz

Próximo artigo

Alimentos que afinal não são assim tão saudáveis