Home»VIDA»CASA & FAMÍLIA»Ambiente de trabalho e produtividade: o papel do design

Ambiente de trabalho e produtividade: o papel do design

Vivemos em tempos de pandemia e isso faz com que nas casas das famílias portuguesas e nos locais de trabalho dos escritórios tenha havido mudanças em termos da organização funcional do espaço.

Pinterest Google+
PUB

É extremamente fácil alguém se distrair em casa com o que quer que seja: o iogurte que dá vontade de ir comer, o chocolate só para dar aquela energia, aquele programa de televisão que é mesmo interessante, etc., etc. Para precaver a fome, antecipe-se e leve umas bolachas e um pacote de leite para a sua zona de trabalho.

O teletrabalho para os adultos e a escola à distância para os mais novos deu lugar à necessidade de ter uma maior preocupação com elementos essenciais para a produtividade no espaço criado para o trabalho.

 

Aqui entra o design e a decoração.

1 – Primeiro de tudo é necessário definir qual a área que responde melhor em termos de tomadas existentes e da iluminação, que é muito importante, e por isso nada mais indicado do que estar próxima de uma janela, de forma a termos luz natural presente na maior parte de tempo possível durante o dia.

 

2 – Outro foco importante, mesmo muito, é a escolha do mobiliário, nomeadamente a cadeira, mas também a mesa. Fundamental verificar a relação entre a altura de uma e de outra, caso contrário pode originar um enorme desconforto se a altura da mesa for muito superior ou muito próxima da altura da cadeira. Funcional, portanto!

 

3 – A cadeira deve ser confortável, tanto o assento como o encosto, pois passamos horas e horas em frente ao computador ou aos livros. Se isto não for bem escolhido vamos ter tendência para andar sempre para a frente e para trás a fazer várias pausas pelo desconforto causado pela cadeira. Resultado? Menos produtividade. É isso que queremos? Obviamente que não!

 

4 – Como isto é um local de trabalho é fulcral haver organização e arrumação, como pastas arquivadoras, caixas e cestos para arrumar papéis, dossiês e livros, bem como uma secretária com gavetas já incluídas. Assim será mais cómodo para a pessoa ter tudo à mão quando for preciso. Aqui entra a criatividade de cada um. Como exemplo, poderemos ter uma estante de apoio ou prateleiras na parede para colocar os livros principais.

 

5 – Há que retomar o tema da iluminação. Para além da desejada luz natural, é sempre recomendável e obrigatório haver uma boa iluminação geral e um ponto de luz direta para a nossa área de trabalho! A iluminação quente (amarela) é mais aconselhada para transmitir maior sensação de conforto.

 

6 – A seleção da paleta de cores tem um grande impacto nas nossas sensações e é recomendado que sejam escolhidas cores mais neutras para que isso transmita tranquilidade em vez de cores muito chamativas que podem ser um foco de desconcentração. Todos os anos é escolhida uma cor pela PANTONE para ser a cor do ano. No caso deste ano de 2020 a cor atribuída foi o Azul Clássico. Ora, esta cor transmite paz e tranquilidade, sendo uma sugestão perfeita para quem quer uma sensação ótima quando trabalha.

 

7 – Não menos importante é personalizar o espaço, dar-lhe vida, com fotografias da família e uma planta, tendo esta a capacidade de ir buscar um pouco do relaxe próprio a que a natureza remete!

 

Decoração e design não é só estética! Tem tudo a ver com funcionalidade e com o lifestyle de cada um. Com estas dicas pode melhorar o seu espaço e pensar melhor como rentabilizar o seu trabalho de forma confortável e agradável.

 

“Os detalhes não são detalhes. Eles fazem o design!”.

Dá que pensar esta frase de Charles Eames, não dá? Divirta-se e seja criativo!

Artigo anterior

Outubro Rosa: como realizar o autoexame da mama

Próximo artigo

A dieta vegana veio para ficar. Saiba como construir uma alimentação de base vegetal