Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Alternativa indolor à colonoscopia já existe

Alternativa indolor à colonoscopia já existe

O programa de saúde digestiva da Universidade de Loyola, EUA, apresenta uma cápsula que se toma com água e que viaja pelo trato gastrointestinal recolhendo imagens de 360º. No próximo verão, será feito um teste alargado com pacientes.

Pinterest Google+

Há uma nova alternativa não-invasiva para realizar uma colonoscopia: uma cápsula (PillCam ™ Colon 2) que contém duas câmaras em miniatura em cada extremidade. A cápsula é tomada com água e viaja através do trato digestivo. Ao longo do percurso, capta imagens e transmite para um gravador sem fios preso ao paciente como uma espécie de cinto.

 

A solução é avançada pela Divisão de Gastroenterologia da Universidade de Loyola, EUA. Segundo os investigadores, este dispositivo de três centímetros consegue ter imagens de 360º à medida que faz o percurso.

 

Veja também: Já conhece o código europeu contra o cancro?

 

Durante uma colonoscopia padrão, um tubo flexível (colonoscópio) é inserido no reto e guiado por um médico através do cólon. Uma câmara localizada no final do tubo permite a visualização de pólipos que se não forem removidos podem tornar-se em cancro. Quando é feito este exame, os pacientes são sedados e precisam de tirar um dia de folga das suas atividades habituais.

 

As colonoscopias são seguras e uma forma eficaz de detetar cancro do cólon. No entanto, alguns pacientes não toleram o procedimento. Com o novo sistema, o paciente engole a cápsula com água. A cápsula não é reutilizável e sim excretada pelo corpo. Depois disso, o paciente entrega o gravador ao médico. No caso de ser encontrado um pólipo, o paciente tem de se submeter a uma colonoscopia para remover o crescimento.

 

Veja também: Alimentos benéficos ao intestino

 

Segundo o relatório da Globocan 2012, o Cancro colorrectal é a terceira causa de morte por cancro em todo o mundo, com cerca de 1,4 milhões de novos casos. Como tal, a deteção precoce é essencial para reduzir este número.

 

«O sistema de cápsulas de vídeo é o único método de triagem alternativa para cancro do cólon que permite a visualização direta de pólipos do cólon», diz Mukund Venu, diretor de operações clínicas e diretor de testes de diagnóstico da Divisão de Gastroenterologia da Loyola Medicine. «A detecção precoce salva vidas, e o sistema de cápsulas de vídeo oferece um teste de triagem conveniente para pessoas que são incapazes de fazer uma colonoscopia completa».

 

Veja também: Saiba combinar os alimentos para serem mais eficazes

 

O paciente que utiliza o método da cápsula deve fazer a mesma preparação de limpeza intestinal como é feita quando se é submetido a uma colonoscopia. No entanto, ao contrário de uma colonoscopia padrão, o sistema de cápsula de pílula é indolor e não requer anestesia. Os doentes não têm de tirar um dia de folga ou pedir a alguém para levá-lo ao exame e a casa.

 

A Food and Drug Administration dos EUA aprovou o sistema de cápsulas para pacientes que não são candidatos a colonoscopia por uma das duas razões: a anatomia do cólon torna difícil guiar um colonoscópio através de todo o cólon ou o paciente apresenta sangramento gastrointestinal inferior e não é adequado para uma colonoscopia devido a um risco elevado de complicações devido à idade ou outras razões. O Centro Médico da Universidade de Loyola pretende fazer um teste alargado com pacientes no próximo verão.

Artigo anterior

Pai, passa mais tempo comigo! Estudo indica que traz benefícios escolares

Próximo artigo

Vibração corporal pode ser tão eficaz como praticar exercício fisico