Home»LAZER»DICAS & VIAGENS»Alqueva integra lista dos melhores destinos do mundo para ver estrelas

Alqueva integra lista dos melhores destinos do mundo para ver estrelas

O turismo astronómico está em alta! As atividades especializadas na observação de estrelas multiplicaram-se em vários destinos do mundo… e o site Trivago selecionou os melhores. Portugal está entre eles.

Pinterest Google+

Esta atividade que combina cultura, ciência e meio ambiente conseguiu revitalizar e pôr em destaque em termos turísticos lugares que já eram uma referência no mundo da astronomia. Em muitos destinos, as atividades especializadas na observação de estrelas multiplicaram-se, assim como as empresas que se dedicam a este setor. Nesse sentido, o site Trivago selecionou 10 destinos mundiais onde é possível fazer turismo astronómico, tendo em conta tanto os roteiros internacionais como a oferta de atividades de lazer. Entre esta seleção mundial encontra-se um destino luso: o Alqueva.

 

Ilhas Canárias (Espanha)

Para além de praias de sonho e paisagens deslumbrantes, este arquipélago é também um dos melhores lugares do mundo para observar o universo graças à qualidade dos seus céus estrelados, tornando assim as ilhas de La Palma e Tenerife excelentes destinos turísticos astronómicos. Ambas as ilhas têm certificação internacional Starlight e leis que regulam os níveis de poluição e rotas aéreas.

 

Grande Lago do Alqueva (Portugal)

A região do Grande Lago do Alqueva, no Alentejo, é um lugar particular para ver estrelas, constelações e galáxias distantes, durante a maior parte do ano. Foi o primeiro destino Starlight no mundo e esta distinção conseguiu unir os municípios do Alqueva para preservar esse recurso especial, tomando medidas sobre a intensidade da iluminação pública, bem como a criação da Star Party Alqueva, um evento onde tudo gira à volta das estrelas e da observação astronómica.

 

Havelland (Alemanha)

Na região de Havelland, é possível desfrutar de muitas atividades culturais e, cada vez mais, de atividades relacionadas com o astronomia: o seu parque natural foi reconhecido pela IDA – Associação Internacional do Céu Escuro, tornando assim o Parque Natural do Westhavelland uma verdadeira atração da cidade. A qualidade dos céus aqui é tal que é possível, à primeira vista, ver a luz zodiacal (luz solar dispersa pela poeira no espaço) e o gegenschein (uma mancha elíptica de luz), bem como a via láctea e as luzes do norte.

 

Península de Iveragh (Irlanda)

Conhecido pelo Anel de Kerry, uma rota turística popular em torno da península, esta área é uma parte remota da Irlanda, com pequenas aldeias, praias desertas, vestígios arqueológicos, castelos e parques nacionais. A reserva Kerry International Dark-Sky foi a primeira com este estatuto na Irlanda, tendo inclusivamente alcançado a medalha de ouro, única da Europa. As montanhas Kerry e o Oceano Atlântico protegem a poluição luminosa, tornando possível ver, a partir deste ponto, a via láctea e a galáxia Andrómeda.

 

Artigo anterior

Willow Smith assina primeiro contrato de moda

Próximo artigo

De onde vem afinal a motivação?