Home»FOTOS»Sente-se inchada? Estes alimentos funcionam como laxantes naturais

Sente-se inchada? Estes alimentos funcionam como laxantes naturais

Existem muitos alimentos que funcionam como laxantes naturais. Inclua-os na sua dieta, para se sentir mais leve e voltar a funcionar como um relógio.

Pinterest Google+
PUB

A fibra é um tratamento natural para a prisão de ventre e as sementes de chia são um bom exemplo de um alimento rico em fibras solúveis. Em cada 28 gramas de chia encontra-se 11 gramas de fibra solúvel.

 

Alguns estudos demonstraram que o consumo de azeite pode ser uma meio eficaz para aliviar a prisão de ventre. Funciona como um laxante lubrificante ao proporcionar um revestimento no reto que permite uma passagem mais fácil, enquanto também estimula o intestino delgado para acelerar o trânsito intestinal.

 

A maioria da fruta é relativamente rica em fibra, tornando-se uma ótima opção para este mal-estar. Não obstante, os frutos vermelhos (morangos, mirtilos e amora) são, em particular, muito ricos em fibra solúvel que ajudam a combater a prisão de ventre.

 

A senna é uma erva que pode ser encontrada, com maior facilidade, em ervanárias. É habitualmente utilizada em chás.

 

As leguminosas (feijão, grão de bico, lentilhas, ervilhas e amendoins) são ricas em fibras, o que pode favorecer a regulação intestinal. Comer legumes pode ajudar a aumentar a produção do ácido butírico, um tipo de ácidos gordos que podem agir como um laxante natural.

 

A linhaça apresenta um alto teor de ácidos gordos ómega-3 e uma alta concentração de proteína. É ainda rica em muitos outros nutrientes que tornam a sua adição, a qualquer dieta, saudável. A linhaça também tem propriedades laxantes naturais e é um tratamento eficaz para a prisão de ventre e diarreia.

 

Vegetais de folha verde, como espinafres ou couve, são riquíssimos em nutrientes, pois fornecem uma boa quantidade de vitaminas, minerais e fibras com relativamente poucas calorias. Também são ricos em magnésio. Este é o ingrediente principal em muitos tipos de laxantes, uma vez que ajuda a extrair água para os intestinos e, assim, ajuda a passar as fezes.

 

As maçãs são ricas em fibras. Além disso, estão repletas de pectina, um tipo de fibra solúvel que pode atuar como um laxante.

 

O ruibarbo contém um composto conhecido como sennoside A, que fornece algumas propriedades laxantes potentes. Sennoside A diminui os níveis de AQP3, um tipo de proteína que regula o teor de água nas fezes. O que, por sua vez, leva a um efeito laxante, ao aumentar a absorção da água para suavizar as fezes e facilitar os movimentos intestinais.

 

A aloe vera, um gel que vem do revestimento interior das folhas da planta de aloe, é frequentemente utilizada como um tratamento para a prisão de ventre. Obtém o seu efeito laxante através dos glicosídeos de antraquinona, compostos que atraem água para os intestinos e estimulam o movimento do trato digestivo.

 

O farelo de aveia, produzido a partir das camadas externas do grão de aveia, é rico em ambas as fibras – solúvel e insolúvel, tornando-se uma boa escolha como um laxante natural.

 

As ameixas secas são provavelmente um dos laxantes naturais mais conhecidos. Fornecem muita fibra e contêm um tipo de álcool de açúcar conhecido como sorbitol. O sorbitol é pouco absorvido e atua como um agente osmótico, trazendo água para os intestinos, o que ajuda a induzir evacuações. Vários estudos descobriram que as ameixas podem aumentar a frequência das fezes e melhorar a consistência melhor do que outros laxantes naturais.

 

Os kiwis têm um alto teor de fibra, tanto solúvel como insolúvel. Também contêm pectina, que tem sido interpretada como um laxante natural.

 

Para algumas pessoas o consumo de café pode aumentar a vontade de ir à casa de banho. Esta bebida estimula os músculos do cólon, que podem produzir um efeito laxante natural. Isto é, em grande parte, devido aos efeitos do café sobre a gastrina, uma hormona libertada após o seu consumo. A gastrina é responsável pela secreção do ácido gástrico, que ajuda a quebrar os alimentos no estômago e aumenta o movimento dos músculos intestinais.

 

A água é essencial para manter-se hidratado, para uma boa saúde em geral e para manter a flora intestinal regulada em particular. Vários estudos garantem que a hidratação ajuda a alivar a prosam de ventre, melhora a consistência das fezes e facilita a passagem.

 

VEJA TAMBÉM:

A IMPORTÂNCIA (VITAL) DAS BACTÉRIAS INTESTINAIS PARA A SAÚDE

ALIMENTOS FERMENTADOS ALIADOS DA SAÚDE (SOBRETUDO DO INTESTINO)

DOENÇA INFLAMATÓRIA DO INTESTINO: CAUSAS E TRATAMENTOS

Artigo anterior

Decisão internacional histórica aprova programa de recuperação do tubarão anequim

Próximo artigo

Queda de cabelo? Pode estar sujeito a demasiado stress