Home»ATUALIDADE»ENTREVISTAS»Alexandre Monteiro: «A falta de contato visual, na maior parte das vezes, deve-se à falta de confiança»

Alexandre Monteiro: «A falta de contato visual, na maior parte das vezes, deve-se à falta de confiança»

Quando conhece alguém, cumprimenta-a com um aperto de mão suave ou com força? Provavelmente nunca pensou nestas questões, mas os gestos, movimentos e expressões faciais que fazemos no dia a dia são reveladores dos nossos pensamentos, sentimentos e emoções. O novo livro de Alexandre Monteiro - ‘Segredos que o Nosso Corpo Revela’ – é um guia prático de linguagem corporal. Aprenda a controlar a sua.

Pinterest Google+
PUB

Consegue ter uma conversa sem estar constantemente a analisar os gestos da outra pessoa?

Não, já o faço de uma forma natural e inconsciente. O processo da leitura e interpretação dos sinais não-verbais é para mim uma forma de vida. Muitas vezes as pessoas não verbalizam as palavras e eu respondo-lhes, e de seguida elas questionam «Como sabias se nem falei?». (Veja como controlar a sua linguagem corporal na galeria acima).

 

De que forma é que os nossos gestos, movimentos e expressões faciais revelam o que pensamos ou sentimos?

Todos os sinais que emitimos de uma forma não-verbal de forma consciente ou inconscientemente revelam o que estamos a sentir, quais as nossas intenções ou ações seguintes. Todos os gestos, movimentos e expressões faciais têm origem num pensamento: saber o significado destes sinais aproxima-o de uma leitura de pensamentos. O corpo reflete os pensamentos e traduz em gestos, posturas e expressões faciais os verdadeiros sentimentos das pessoas. Revela, ainda, a sua verdadeira personalidade, intenções, graus de ligação, emoções, interesses e até a posição que ocupam numa conversa. Não querer ver ou não dar importância a estes sinais do corpo é perder uma grande parte da mensagem mais verdadeira e secreta das pessoas.

 

Veja também: Qual o seu perfil comportamental? Descubra se é águia, lobo, tubarão ou gato

 

Se o outro está atento ao que fazemos, isso pode tanto trazer maravilhas como dissabores. É assim?

Sim. Depois de tomarmos consciência sobre esta linguagem secreta, o mundo nunca mais irá ser o mesmo, seja para o bem ou para o mal. A linguagem corporal na sua maioria é inconsciente, logo emite sinais mais verdadeiros. Ao saber ler estes sinais, tem a percepção dos verdadeiros sentimentos das pessoas, que poderão ir de encontra ou não do expectável, daí as maravilhas ou dissabores. Saber interpretar e otimizar a linguagem corporal permitir-lhe-á ter uma vida melhor, ter emprego, proteger a família, fazer bons ou maus negócios, falar em público com sucesso, conseguir seduzir a mulher ou o homem da sua vida, compreender e comunicar melhor com os filhos e ainda ganhar mais dinheiro.

 

Veja também: Ponha a linguagem corporal a fazer maravilhas pela sua carreira

 

De que modo?

Emitimos sinais mesmo quando pensamos não o fazer e nem reparamos que adotamos comportamentos que nos denunciam de uma forma óbvia, um aperto de mão demasiado apertado, um olhar intimidador, coçar a sobrancelha quando uma amiga quando lhe mostra o vestido novo ou levantar um ombro quando questiona um vendedor sobre um produto que quer comprar, todos estes sinais podem dar-lhe informações claras sobre as intenções das pessoas e levar a que, de uma vez por todas, não seja apanhado desprevenido.

 

Na realidade, é através do estudo da linguagem corporal que conseguimos ler e interpretar pistas, como gestos, movimentos, posturas ou expressões faciais que as pessoas deixam escapar consciente ou inconscientemente. Sabemos como nos proteger de ameaças ou intenções menos boas e ainda conseguir transmitir mensagens de uma forma mais eficaz, cativante, credível, o mais claramente possível.

Artigo anterior

Fato de João Garcia que já subiu a montanha mais difícil do mundo a leilão

Próximo artigo

'Likes' no Facebook iludem empresas, revela estudo