Home»VIDA»ALTERNATIVAS»Alergias e ayurveda: para uma primavera mais calma

Alergias e ayurveda: para uma primavera mais calma

As alergias tornaram-se cada vez mais comuns. Fisicamente são desequilíbrios que podem surgir subitamente, variando a sua resposta entre uma sensação ligeiramente desconfortável e uma reação que pode ser fatal. Embora as reações alérgicas geralmente ocorram repentina e agudamente, a ayurveda ajuda a revelar a forma como a tendência para uma reação se agrava no corpo. Conheça ainda ervas para o tratamento de alergias.

Pinterest Google+
PUB

A alergia e a mente

Na mente, a alergia revela uma forma de defesa do corpo quando se confronta com algo externo que se assume como ameaçador (quando na verdade, é muitas vezes algo inócuo). Na sua mente a pessoa sente-se de alguma forma agredida, construindo por isso uma couraça protetora. A origem da alergia pode ter sido marcada por um acontecimento emocional significativo em que interiormente a pessoa associou uma substância inofensiva a uma situação emocionalmente dolorosa. A pessoa alérgica é convidada a aprender a confiar na vida, e a libertar-se dos seus receios e debilidades para desbloquear a sua alergia.

 

A alergia na ayurveda

A manifestação alérgica é mencionada sob o conceito de Saatmyaasatmya na Ayurveda. Satmya são as substâncias que o organismo tolera e as quais está habituado a assimilar devido a um consumo regular. Estas substâncias trazem conforto, ao mesmo tempo que mantêm a saúde dos tecidos, e tornam o anormal em normal; satmya são os chamados bons alimentos. Asâtmya são substâncias não toleradas pelo organismo, e que geram hipersensibilidade, reacções tóxicas e alérgicas quando tomadas em determinadas quantidades. Após a ingestão de alimentos não tolerados tornam-se visíveis sintomas de doença no organismo. Alguns alimentos como o sal, as pimentas e medicamentos não são tolerados pelo organismo em grandes quantidades, e não é possível ganhar habituação aos mesmos, mesmo com o uso prolongado. É conveniente evitar-se o uso excessivo dessas substâncias.

 

 VEJA TAMBÉM: ESTAS SÃO AS ALERGIAS ALIMENTARES MAIS COMUNS

 

Uma alergia pode acontecer devido a um desequilíbrio inerente do dosha causado por fatores internos e externos. Internamente, alergias manifestam-se devido à exposição a Asaatmya ahara-vihara. Isso significa aquilo que é incompatível com um indivíduo em particular. Eles também podem resultar de virudha ahar (alimentos incompatíveis consumidos simultaneamente), ama (toxinas alimentares formadas devido à digestão incompleta) e vihar (um estilo de vida pouco saudável). Externamente, o contato com diferentes materiais tóxicos ou alérgenos pode causar reações na forma de alergias.

 

Como resultado desses fatores causais, o Kapha e o Pitta, juntamente com o rasa, que é o plasma e outros sistemas de fluidos inter e intracelulares, incluindo a linfa e o rakta (tecido sanguíneo), podem ficar desequilibrados.

 

As três bioenergias e as alergias

Se o Vata também estiver aumentado a reação alérgica é aguda devido aos fatores acima mencionados, como no caso de rinite alérgica, asma e anafilaxia (reação alérgica extrema). A manifestação também pode incluir sintomas de constrição, como o chiado, que é devido ao estreitamento da árvore brônquica ou dor de cabeça, bem como espirros, zumbidos nos ouvidos, uma queda na pressão arterial e outros desconfortos do tipo Vata.

 

 VEJA TAMBÉM: CHEGOU A ESTAÇÃO DAS ALERGIAS. SABE PORQUÊ?

 

As alergias agravadas com Pitta geralmente ocorrem quando as qualidades quentes e afiadas de um alérgeno entram em contato com a pele e, posteriormente, entram na corrente sanguínea. Por conseguinte, as alergias predominantes em Pitta são frequentemente reações à pele tais como urticária, erupção cutânea, comichão, dermatite alérgica, eczema e podem também envolver olhos vermelhos. No trato gastrointestinal, as alergias a Pitta podem causar azia, indigestão ácida, dores de estômago, náuseas ou vómitos. Os sintomas de reações alérgicas na pele são mencionados como Sheetapitta-Udarda-Kotha, marcado por erupções cutâneas.

 

As alergias do tipo Kapha são as mais prováveis de serem exacerbadas durante a primavera, devido ao ataque de alérgenos à base de pólen. Os sintomas da alergia Kapha incluem irritação das membranas mucosas, febre dos fenos, erupções pruriginosas, tosse, sinusite, retenção de frio e água. Estes tipos de alergias podem ser agudos se acompanhados com o Vata, ou podem ser uma reação latente do corpo aos alérgenos.

 

Tratamentos caseiros para a alergia

Existem muitos remédios caseiros, naturais e à base de plantas para a pele, nariz, olhos e outras partes do corpo:

  • Água quente gargarejada com sal.
  • Para os olhos inflamados, usar uma mistura de cal, malvas e infusão de camomila.
  • Marmelo, Mel e Gengibre mostram um bom impacto na garganta.
  • A irritação dos olhos pode ser reduzida com uma lavagem com água fria.
  • Mantenha-se longe de alérgenos.
  • Um banho quente é eficaz para afastar alérgenos.
  • Use óculos de sol para proteger os olhos do pólen, ácaros e poeira.
  • Os ácaros da poeira favorecem locais húmidos que podem desencadear uma alergia.
  • Para um nariz congestionado e inflamatório, o uso de uma infusão de hortelã-pimenta pode ajudar.
  • Uma pasta de sândalo com sumo de limão, pode ajudar as áreas afetadas da pele.
  • Sumo de cenoura, ou uma combinação de sumo de cenoura com sumos de beterraba e pepino pode ajudar.
  • Espremer meio limão num copo de água morna e adoçar com uma colher de chá de mel. Para além de libertar o corpo de toxinas, também atua como um agente anti-alérgico.
  • Tome 5 gotas de óleo de rícino em meia chávena de qualquer sumo de frutas ou vegetais, ou tome água pura com o estômago vazio pela manhã. Ou misture uma parte de curcuma e duas partes de pó Amla. Guarde num frasco de vidro. Tomar uma pequena colher de chá duas vezes por dia com água.

 

Ervas para tratamento de alergias em ayurveda

De acordo com os textos ayurvédicos, a dravya (substância) que as ervas que atuam contra as substâncias tóxicas são chamadas Vishghna (anti-tóxico). Estas ervas foram descritas para o manejo de diferentes doenças causadas por vish (toxinas), como alergias. Elas têm um papel muito bom em distúrbios alérgicos e são capazes de quebrar a patogénese da anurjata (alergia).

 

 VEJA TAMBÉM: LIVRE-SE DOS FOCOS DE ALERGIAS EM CASA

 

  1. Curcuma (Curcuma Longa)

A curcumina tem supostamente efeitos antialérgicos e pode inibir a libertação de histamina dos mastócitos. Esses resultados comprovam que a curcumina é útil no tratamento de doenças alérgicas e inflamatórias relacionadas com a histamina ou mastócitos.

 

  1. Manjistha (Rubia Cordifolia)

Os extratos de Rubia cordifolia reduziram as reações anafiláticas em ratos alérgicos ao amendoim, sugerindo um potencial como tratamento alergénico. Antioxidante, antibacteriano, anti-cancerígeno, anti-inflamatório, anti-tumoral, antiviral, hemostático, atividade peroxidativa anti-lipídica e atividades hipoglicémicas foram encontradas também.

 

  1. Cardamomo (Shookshma Elaa, Elettaria Cardamomum)

Um estudo mostra que há atividade anti-inflamatória do óleo extraído de sementes comerciais de cardamomo. Além disso, possui atividade analgésica e antiespasmódica.

 

Continua na página seguinte…

Artigo anterior

Cuidados a ter com os cabelos das crianças

Próximo artigo

Canelones em fatias de beringela