Home»AMOR»RELAÇÕES»Afinal, casar faz engordar ou não?

Afinal, casar faz engordar ou não?

Para os casados e para quem está para casar, a resposta não é a mais desejada, pois afinal há um estudo científico a revelar que o casamento ‘engorda’. Quando um elemento do casal ganha peso, o outro corre um risco duas vezes maior de se tornar obeso.

Pinterest Google+

Não sabemos de da idade, se do comodismo, se da felicidade. Mas é do conhecimento comum que as pessoas casadas tendem a deixar-se engordar. Pois houve um grupo de cientísticas que quis tirar a prova científica disso mesmo e realizou um estudo que publicado até na revista científica American Journal of Epidemiology.

 

Os investigadores analisaram dados de perto de quatro mil casais por um período de 25 anos. Durante estas duas décadas foram realizadas cinco avaliações em momentos diferentes dos relacionamentos.

 

VEJA TAMBÉM: VIDA SEXUAL DO CASAL ATINGE O PONTO ALTO ENTRE OS SEIS E OS 12 MESES DE RELAÇÃO

 
Na primeira avaliação, realizada no início dos casamentos, constatou-se que 23% dos homens e 25% das mulheres eram obesos. Na última avaliação, os homens que não eram obesos, mas que as esposas ficaram obesas ao longo do estudo, tinham um risco 78% maior de também se tornarem obesos. Já no caso das mulheres, o risco de obesidade associado ao aumento de peso do parceiro era 89% maior.

 

O estudo confirmou que quando um elemento do casal engorda, o outro corre um risco duas vezes maior de se tornar obeso. Porém, segundo os seus mentores, a explicação para as mulheres terem um risco de engordar superior pode estar relacionado com o ritmo do metabolismo feminino, que costuma ser mais lento.

 

VEJA TAMBÉM: SEXO DE RECONCILIAÇÃO: PORQUE É O MELHOR DE TODOS?

 

O lado positivo é que o contrário também pode acontecer: se um dos dois faz uma dieta e emagrece, há grande possibilidade de o companheiro seguir o bom exemplo, revelam os dados recolhidos.

 

O mote para o estudo foi precisamente este. Para tentar perceber se para se fazer intervenções contra a obesidade é necessário ‘tratar’ o casal e não só o pacientee que procura melhorar a sua condição de saúde. E os números indicam o óbvio. O empenho conjunto é mais eficaz. E o desleixo também.  Se quiser aprofundar o tema, é ler o estudio aqui.

Artigo anterior

O dia foi péssimo? Receitas caseiras contra a enxaqueca

Próximo artigo

Para dormir bem é preciso desligar o smartphone 30 minutos antes