Home»BEM-ESTAR»COMPORTAMENTO»Afinal a crise dos 40 existe!

Afinal a crise dos 40 existe!

Os resultados de um estudo mostraram que o nível de felicidade e bem-estar de um indivíduo segue uma curva em “U”.

Pinterest Google+
PUB

Um estudo realizado pela Universidade de Warwick, em Inglaterra, comprovou que a crise dos 40 anos existe. A satisfação de uma pessoa com a própria vida começa a diminuir com o início da idade adulta, chegando a ser ainda mais baixa entre os 40 e 42 anos. Depois disso, o nível de felicidade começa a aumentar novamente até aos 70 anos.

 

Esta pesquisa é a primeira a monitorizar o bem-estar e a felicidade de milhares de pessoas em diferentes países. Os pesquisadores acompanharam a rotina de 50 mil adultos que viviam na Austrália, Inglaterra e Alemanha. Durante esse período, os participantes responderam a questionários sobre o grau de satisfação que tinham com a própria vida em diferentes fases.

 

Os resultados mostraram que o nível de felicidade e bem-estar de um indivíduo segue uma curva com o formado da letra “U”. Ou seja, o grau de contentamento começa alto e, com a chegada da vida adulta, diminui progressivamente, até atingir a sua pior fase a partir dos 40 anos, voltando depois a aumentar a partir dos 42 anos até chegar aos 70 anos.

 

Segundo os investigadores, fatores externos como a quantidade de filhos dos participantes e a cultura na qual estavam inseridos não alteraram os resultados. Para o psicoterapeuta Phillip Hodson, estas descobertas validam a observação de que a meia-idade pode ser um período extremamente agitado na vida de uma pessoa.

 

«A infância e a velhice podem ser consideradas, até certo ponto, momentos protegidos da vida. Na maioria dos casos, as pessoas têm menos responsabilidades. Assim, os fardos recaem nas pessoas de meia-idade. Pois elas nesta idade tratam dos filhos, dos pais e de si mesmas», explicou Hodson ao jornal britânico “The Guardian”.

Artigo anterior

Kendall e Kylie Jenner lançam nova coleção para a Topshop

Próximo artigo

Mercado em Lisboa para mães se desfazerem de roupa dos filhos