Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Terra, mar e espaço: Açores recebe cimeira mundial de exploradores

Terra, mar e espaço: Açores recebe cimeira mundial de exploradores

Sob o lema “What’s Next?”, a conferência Glex Summit 2022 decorre de 4 a 7 de julho. São esperados mais de 50 exploradores, pioneiros, cientistas e investigadores dos cinco continentes.

Pinterest Google+
PUB

Portugal acolhe a Global Exploration Summit, a cimeira que junta reputados exploradores e cientistas planetários da atualidade, de 4 a 7 de julho. Sob o lema “What’s Next?”, a conferência vai decorrer no arquipélago dos Açores.

 

Depois de 2019 e 2021, a terceira edição da Global Exploration Summit tem novamente encontro marcado para Portugal, contando com a participação de mais de 50 exploradores, pioneiros, cientistas e investigadores dos cinco continentes. Será mais um capítulo nesta fascinante viagem à descoberta dos novos caminhos da exploração, na Terra, nos Oceanos e no Espaço.

 

O programa inclui mais de 40 painéis de apresentação, divididos por quatro temáticas principais: Oceanos; Exploração Espacial; Conservação da Natureza e Alterações Climáticas; e as atuais e futuras Grandes Expedições do nosso tempo.

 

VEJA TAMBÉM: RUÍDO DE BARCOS AFETA REPRODUÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PEIXES

 

Celebrando uma mudança de época na exploração, “What’s Next?” será o lema desta edição e o mote inspirador das várias sessões, em que serão partilhadas as tecnologias e as inovações de ponta que estão a abrir diariamente caminho a uma nova era da exploração e a moldar o futuro da Humanidade.

 

“No The Explorers Club, todos reconhecem os cinco “Famosos Primeiros” alcançados pelos nossos membros: a primeira vez que se alcançou o Polo Norte, o Polo Sul, o topo do Everest, o ponto mais profundo do Oceano e a superfície da Lua. No entanto, a pergunta que ainda mais fazem é: “What’s Next?” (O que se segue?). Este ano, na Global Exploration Summit, na companhia dos nossos parceiros de Portugal, anunciamos uma nova era para a exploração, onde iremos dar resposta a esta questão central”, afirma Richard Garriot, presidente executivo do The Explorers Club, a mais antiga e prestigiada agremiação de líderes da exploração do planeta.

 

Açores são o palco principal

A ilha de São Miguel, nos Açores, é este ano o palco principal da Cimeira, que é uma vez mais coorganizada pela Expanding World (Portugal) e o The Explorers Club de Nova Iorque.

 

“Não há melhor local para descobrir o que se seguirá na exploração, do que uma ilha que já foi um espaço vazio no mapa, até exploradores corajosos a encontrarem. Esse esforço de preencher espaços vazios em mapas está presente na história dos Açores e na empreitada dos navegadores portugueses. Da travessia do Atlântico, à travessia das estrelas, estamos no limiar de uma nova época dourada da exploração”, reforça Richard Garriot.

 

“É uma enorme satisfação, mas também uma responsabilidade acrescida para a Expanding Group, continuarmos a garantir a organização da maior cimeira de exploradores do mundo, em Portugal, através desta parceria única com o The Explorers Club”, afirma, por sua vez, Manuel Vaz, fundador da Expanding Group.

 

“Em 2019, quisemos marcar o início das comemorações dos 500 anos da Circum-Navegação, imaginando esta cimeira como uma espécie de Davos da exploração mundial”, recorda. “Agora, aproveitando esta mudança de época para a exploração, a Glex Summit reafirma a importância estratégica deste encontro para Portugal, enquanto país ligado ao empreendedorismo e inovação, mas também enquanto destino de produção e partilha científica, com respostas e soluções para os novos desafios do conhecimento científico e da sustentabilidade dos nossos ecossistemas”, conclui Manuel Vaz.

 

 

Os primeiros oradores confirmados

Entre astronautas e aquanautas, exploradores polares e cientistas espaciais, vulcanólogos e egiptólogos, biólogos marinhos e astrónomos, astrofísicos e oceanógrafos, cineastas e fotógrafos premiados, a GLEX’22 apresentará uma seleção única de oradores, onde se incluem, por exemplo, James B. Garvin, cientista-chefe da NASA para a exploração de Marte e atual líder da missão DAVINCI+, que tem como rumo o planeta Vénus.

 

O painel de oradores integrará também Nicole Stott, veterana astronauta da NASA, que passou quatro meses em órbita ao longo das duas missões espaciais em que participou. Durante esse período, pintou a primeira aquarela no espaço (agora em exibição no Smithsonian Air & Space Museum) e participou na primeira troca de mensagens em órbita através da rede Twitter. Depois de se aposentar, Nicole seguiu o sonho de ser artista a tempo inteiro, criando a Space for Art Foundation.

 

Austin Gallagher, premiado biólogo marinho (o primeiro a integrar a lista Forbes 30), apresentador de vida selvagem, empreendedor social e explorador da National Geographic, é outros dos nomes confirmados para a GLEX’22, onde falará sobre a conservação dos oceanos e as suas longas pesquisas nas Bahamas, onde estudou os tubarões-tigre e descobriu o maior prado de ervas marinhas do mundo.

 

Integrarão ainda o painel de oradores os conservacionistas Beverly e Dereck Jouberts, um casal francês que há mais de 30 anos celebra a natureza e a vida selvagem em documentários, livros e revistas científicas, tendo já produzido mais de 30 filmes para o National Geographic, oito dos quais premiados nos Emmys.

 

Em Portugal, o casal vai apresentar o seu projeto “Rhinos Without Borders”, que pretende mover 100 rinocerontes da África do Sul para o Botsuana, de modo a salvá-los da caça furtiva, enquanto cria uma ‘Arca de Noé’ para genes desta espécie ameaçada.

 

VEJA TAMBÉM: ESPÉCIES MARINHAS MAIS VALIOSAS DA EUROPA ‘REDUZIDAS A UMA FRAÇÃO’ EM 2100

 

A GLEX Summit 2022 conta ainda com as presenças dos cientistas Glen Gowers e Oliver Vince, que apresentarão a “Basecamp Research”, uma empresa de dados biológicos que está a revolucionar a descoberta de proteínas em ambientes naturais biodiversos.

 

Destaque, ainda, para a estreia da secção “Novos Exploradores”, que trará aos Açores a nova geração de exploradores mundiais, num dia dedicado ao “EC50”, programa recentemente lançado pelo The Explorers Club para dar a conhecer o trabalho dos seus mais recentes membros e a forma como estão a revolucionar o mundo da exploração, através do uso de novas e incríveis tecnologias.

 

Com sessões abertas ao público, a Global Exploration Summit manterá o formato híbrido estreado no último ano, conjugando as apresentações presenciais com a transmissão para todo o mundo, através dos canais digitais próprios da GLEX.

 

A GLEX Summit é uma organização da Expanding World (Portugal) com a chancela e curadoria do The Explorers Club de Nova Iorque e os apoios do Governo dos Açores, Turismo de Portugal, Agência Espacial Portuguesa – Portugal Space e Estrutura de Missão do V Centenário da Primeira Viagem de Circum-Navegação.

 

Artigo anterior

A hora a que se come afeta a nossa tolerância ao sol

Próximo artigo

Hidratar e nutrir: alimentos a privilegiar durante o verão