Home»BEM-ESTAR»SAÚDE»Acha que sabe tudo sobre hipertensão?

Acha que sabe tudo sobre hipertensão?

A adoção de um estilo de vida saudável é fundamental para prevenir o aparecimento da doença. O diagnóstico precoce e o devido acompanhamento podem reduzir o risco de desenvolver várias patologias, entre as quais o AVC.

Pinterest Google+

O seu diagnóstico é feito através da medição dos valores de pressão arterial (PA). Deve-se ter, no entanto, em conta de que um valor aumentado isolado não significa que a pessoa seja hipertensa. Segundo os dados divulgados pela Fundação Portuguesa de Cardiologia, no seu site oficial, uma pessoa é considerada hipertensa quando apresenta, em pelo menos duas ocasiões diferentes, um dos valores de pressão arterial (sistólica ou diastólica) ou ambos, iguais ou superiores a 140/90mmHg. O diagnóstico deve ser feito por um profissional treinado, através de um aparelho calibrado e validado.

 

Quando os valores se encontram abaixo de 130/85mmHg, considera-se que a pessoa tem os valores de pressão arterial (PA) normais. Para valores entre 130-139mmHg de PA sistólica e/ou 85-89mmHg de PA diastólica, o valores são considerados normais-altos, o que pode representar um maior risco de vir a ter hipertensão arterial.

 

VEJA TAMBÉM:  ALIMENTOS ALTOS EM COLESTEROL… MAS SAUDÁVEIS

 

O estilo de vida do indivíduo é determinante na variação dos valores da pressão arterial. «Diminuir o consumo de sal e de álcool, não fumar, evitar alimentos salgados ou ricos em gorduras e açúcar e recorrer à prática regular de exercício físico, pelo menos três vezes por semana, podem ser excelentes aliados no controlo da hipertensão arterial, reduzindo o risco de complicações graves», aconselha o cardiologista, Severo Torres, coordenador da Unidade de Cardiologia do Hospital Lusíadas Porto.

 

Para além da alimentação saudável, a prática de atividade física pode ser um grande aliado para quem sofre de hipertensão. Em muitos casos, o exercício físico consegue descer os níveis de tensão, mas é importante saber selecionar o tipo de exercício. Escolha práticas que compreendam movimentos cíclicos, como é o caso da natação, marcha, corrida ou dança e evite esforços físicos bruscos (levantar peso, kickboxing, etc) que aumentam a pressão arterial durante o esforço.

 

VEJA TAMBÉM:  ESTRATÉGIAS NUTRICIONAIS PARA ALIVIAR A ANSIEDADE

 

É recomendado que um adulto saudável meça a pressão arterial pelo menos uma vez por ano e que no caso de sofrer de obesidade, diabetes, de ser fumador ou ter antecedentes familiares com doenças cardiovasculares, o controlo deve ser mais frequente.

 

«Não desvalorize os valores elevados que possam surgir nas avaliações que faz em casa e que muitas vezes atribui ao facto de poder estar “nervoso” ou “ansioso”. Sabendo-se que, através destes mecanismos, poderemos conseguir uma redução de até 40% de AVCs, estão aqui os argumentos mais que suficientes para nos fazer pensar duas vezes ou mais», recomenda, por fim, Jorge Poço.

Artigo anterior

Crianças já consomem excesso de sal. Como reverter a situação?

Próximo artigo

Pés ao léu: saiba como tratar calos e calosidades