Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»Abaixo os números – é uma questão de silhueta e não de tamanho!

Abaixo os números – é uma questão de silhueta e não de tamanho!

A comparação dá cabo de nós! Já vimos que as comparações são inúteis, mas apesar disso persistimos em fazê-las todos os dias.

Pinterest Google+
PUB

Ou é porque o rabo da amiga é mais pequeno ou porque tem um peito maior. É porque veste um 38 e nós vestimos um 40. E nestas coisas dos tamanhos dos trapos, quanto menor, melhor, não é assim? Mas, mais uma vez, estamos a comparar coisas incomparáveis.

 

O nosso rabo não é igual ao da amiga, nem nunca vai ser, porque o nosso corpo não é igual ao dela e, pasmem-se, nós não somos ela. Somos outra pessoa completamente diferente, com um corpo só nosso com características únicas que nos torna diferente de qualquer outra pessoa. Até podemos ter semelhanças com alguém mas é só isso mesmo, semelhanças.

 

Veja também: Silhueta oval ou maçã: 7 dicas para equilibrar e favorecer este tipo de corpo

 
Por isso, meninas por aí que entram em pânico sempre que não cabem no número habitual (número esse que varia de marca para marca ou de modelo para modelo) e que gostavam de se enfiar num 36 ou 34 como a atriz não sei quantos, esqueçam os números! Sim, todos os números. Os das calças, os da balança e até os da conta bancária se também não forem lá muito famosos.

 

Nestas questões do corpo e de vesti-lo, o que interessa mesmo é a silhueta, o vosso tipo de corpo – independentemente do tamanho. O que importa mesmo é conhecerem o formato do vosso corpo, identificarem os vossos pontos fortes físicos (sim, eles existem) assim como as partes de que não são assim tão fãs para que possam saber como realçar o que vos agrada e camuflar as partes de que não gostam tanto. Sabendo o formato do vosso corpo, o biótipo, e conhecendo as vossas características individuais, conseguem fazer melhoras escolhas.

 

Veja também: Os benefícios de cortar o cabelo curto… e algumas ideias

 
Não há ninguém a quem tudo fique bem (exceto modelos-cabides a quem também podem faltar formas para encher algumas peças que delas necessitam), por isso, identificando o que vos favorece e o que nem tanto assim, conseguem escolher muito mais facilmente o que levar para casa. É muito mais rápido montar o look do dia porque já sabem o que vos fica a matar.

 

Conhecendo o vosso corpo, sabem como fazê-lo parecer mais longo, mais estreito ou aquilo que entenderem. E conseguem fazer isto se vestirem um 38 ou um 44. E podem ainda perceber que é uma perda de tempo proceder à comparação de tamanhos de rabo com a amiga porque já perceberam que ela é um Cone e vocês são uma Pera. Não, não são nomes de código de membros de uma seita desconhecida, são sim nomes de tipo de corpo.

Abaixo as comparações de rabos e abaixo os números. O tamanho, nesta questão, realmente não interessa. É tudo uma questão de silhueta. A vossa – pessoal e intransmissível.

Artigo anterior

DECO lança campanha «Vendas à minha porta, NÃO!»

Próximo artigo

Oito das dez cidades com melhor qualidade de vida situam-se na Europa