Home»GLAMOUR»MODA»A moda do peito pequeno

A moda do peito pequeno

Longe vão os tempos em que as mulheres sonhavam ter um peito avantajado, ao estilo de Pamela Anderson. A admiração pelos implantes redondos de silicone parece ter ficado nos anos 90 e o novo milénio trouxe o desejo de recuperar o peito natural.

Pinterest Google+
PUB

Há alguns anos atrás, diríamos que poucas mulheres nunca tinham colocado papel higiénico no soutien ou passado em revista várias lojas de lingerie em busca dos modelos mais acolchoados. Hoje, os truques utilizados para ganhar uns centímetros de copa no soutien parecem estar fora de uso.  Assim como os seios grandes, os implantes mamários redondos e os soutiens push-up.

Pelo contrário, a tendência é assumir o peito natural, por mais pequeno que seja, ou optar por implantes mais naturais, com formato de lágrima, que respeitam a forma natural do peito. Aliás, desde que este tipo de implante foi aprovado nos Estados Unidos, em junho de 2012, centenas de mulheres têm feito a troca dos antigos implantes redondos por estes.

Em todo o caso, a média de operações para colocação de implantes de qualquer tipo tem vindo a descer. O exemplo de estrelas como Victoria Beckham, que admitiu ter retirado os seus implantes, vem dar um fôlego de coragem a mulheres de todo o mundo.

O peito na história da moda

O decote foi tratado de diferentes formas ao longo da História da Moda. Em 1700, as mulheres viviam o pesadelo dos corpetes; em 1950, a roupa interior tinha fios de arame; na década de 20, o peito desejava-se pequeno e, no final do século, nos anos 90, o wonderbra conquistou as mulheres de todo o mundo.

Atualmente, a tendência em termos de lingerie passa pela escolha de soutiens de design minimalista ou até esquecer o soutien em casa e assumir as formas do corpo sob as roupas.

Ao contrário das tendências dos anos 90 e início dos anos 2000, onde vestidos e blusas surgiam com decotes pronunciados, perfeitos para peito grande e mulheres atléticas, esta década está ser marcada pelo look boémio, com tecidos esvoaçantes, pelo estilo masculino e pelos cortes direitos, que favorecem o peito pequeno.

As famosas

Paris Hilton é uma das notáveis porta-vozes desta tendência do peito pequeno e natural. Quando questionada sobre o seu corpo numa entrevista, a socialite norte-americana respondeu: “Adoro o meu peito pequeno!”. A frase correu mundo. Até porque, apenas dois anos antes, a it-girl tinha desenvolvido em parceria com a famosa marca de lingerie Victoria’s Secret um revolucionário soutien push-up.

Também a modelo e fashionista Charlotte Gainsbourg assumiu sempre o tamanho dos seus seios. Musa de Nicolas Ghesquière, atual diretor criativo da Louis Vuitton, Gainsbourg usa sem complexos todas as suas peças que expõem o seu peito pequeno.

Mais recentemente, as atrizes Kate Hudson e Lupita Nyong’o surgiram na cerimónia dos Óscares com decotes profundos, deixando à vista de todos os reduzidos peitos. Note-se que Lupita, vencedora do Óscar de Melhor Actriz Secundária pelo filme ’12 Anos de Escravidão’, foi mesmo considerada a mulher mais bem-vestida da noite por várias revistas de moda.

Texto: Joana de Sousa Costa

Artigo anterior

A bordo do Creoula

Próximo artigo

O copo sempre em pé