Home»BEM-ESTAR»COMPORTAMENTO»A melhor altura do ano? Mais de um terço dos adultos sente stress no Natal

A melhor altura do ano? Mais de um terço dos adultos sente stress no Natal

É o custo dos presentes, escolher o presente certo, as refeições que se têm de preparar… aquela que é umas melhores épocas do ano é também fator de muito stress, revela uma pesquisa da Mintel, que quis ouvir as pessoas sobre o que mais lhes tira o sono nesta época natalícia.

Pinterest Google+

Cerca de 36% dos adultos sente stress no Natal, revela uma pesquisa da consultora Mintel, sendo o custo dos presentes o fator de maior stress, representando 46% da ansiedade natalícia. Mas não é só o preço dos presentes que causa stress, já que achar o presente certo é o segundo item causador de stress, atingindo 43% de quem sente muita pressão no Natal.

 

Segundo esta análise realizada no Reino Unido, segue-se o receio de não ter tempo para trator de tudo (27%), preparar a ceia ou o almoço de Natal (20%) e que as encomendas não cheguem a tempo, sejam elas presentes comprados online ou comida encomendada (17%). Por fim, neste ranking de stress, ter de conviver com familiares com quem não se dão também tira o sono a 16% dos adultos e não se comportar devidamente numa festa de Natal causa alguma ansiedade a 4% das pessoas.

 

VEJA TAMBÉM: MANUAL PARA AS BOAS COMPRAS DE NATAL

 

As pessoas «enfrentam muita pressão para ter o Natal perfeito, desde a melhor árvore de Natal até à mais elegante das festas de Natal. Sempre houve um elemento competitivo na maneira como as pessoas abordam o Natal, mas há poucas dúvidas de que o surgimento das redes sociais e as imagens difundidas de celebrações de alto nível colocaram ainda mais pressão sobre as pessoas para conseguirem o melhor Natal. Portanto, não é de admirar que tantas pessoas se sintam stressadas nesta época do ano», explica Jack Duckett, analista sénior do departamento de Estilo de Vida dos Consumidores da Mintel.

 

Assim, nesta senda pelo ‘Natal perfeito’, «o dinheiro prova consistentemente ser um fator central que eleva os níveis de stresse», pois elevar os padrões do que se quer mostrar pode custar mais dinheiro, reflete a pesquisa.

 

VEJA TAMBÉM: OS ARTIGOS ERÓTICOS MAIS VENDIDOS PARA O AMIGO SECRETO NO NATAL

 

Não seria Natal sem…

Em busca da melhor época festiva, os inquiridos desde estudo de 2018 foram solicitados a completar a frase “O Natal não seria Natal sem”. Em primeiro lugar, 56% dos adultos concordam que o Natal não seria Natal sem músicas de Natal. E também não o seria sem os filmes típicos desta época, dizem 52% dos adultos, nomeadamente filmes como ‘Sozinho em Casa’ e ‘O Amor Acontece’.

 

A televisão continua a ter um papel preponderante para gerar este clima, pois para 41% dos adultos não seria Natal sem os anúncios de Nata que passam na televisão. «A nostalgia é uma parte fundamental do Natal, como ressalta o amor das pessoas por músicas e filmes festivos, que proporcionam um fator de bem-estar num momento que pode ser muito stressante. Os filmes de Natal, em particular, oferecem às pessoas um momento de escape», explica o analista.

 

VEJA TAMBÉM: PRATOS DE NATAL: ROTEIRO GASTRONÓMICO POR PORTUGAL

 

Falando de comida e de excessos, Natal não seria Natal sem a comida típica e as inúmeras sobras, referem 38% das pessoas. «Entre os elementos mais icónicos do Natal está a refeição do dia de Natal. No entanto, também pode ser um dos eventos mais ansiosos da temporada. Por outro lado, comer sobras provou ser uma tradição que muitas famílias adoram», finaliza Duckett.

 

Estamos, assim, em pleno na época mais stressante do ano. Os presentes, as compras para a ceia, pensar em preparar bolos e mais bolos… ou ainda fazer uma grande viagem. Pare, respire e não entre em pânico. A calma é a alma do negócio. Veja algumas dicas de como levar tudo com calma na galeria no início do artigo.

Artigo anterior

De contabilista a chef? Os sete passos para mudar de profissão em 2020

Próximo artigo

Neste Natal sirva bacalhau sustentável