Home»BEM-ESTAR»CORPO»A maioria dos portugueses gosta da sua voz

A maioria dos portugueses gosta da sua voz

A voz é um dos bens mais preciosos que temos e é muito mais do que uma forma de comunicação. Faz também parte da nossa personalidade, sendo um fator distintivo. No Dia Mundial da Voz, falamos-lhe sobre este instrumento que temos, mas ao qual nem sempre damos o devido valor. Ainda assim, um estudo da Associação Portuguesa de Professores e Profissionais da Voz mostra que gostamos da nossa voz… e de cantar.

Pinterest Google+

E quando surgem os sintomas de algo diferente na garganta?

A primeira opção não passa por ir ao médico, mas sim pela toma de pastilhas para a garganta ou beber um chá. As pessoas que sofrem de doenças vocais apresentam uma menor qualidade de vida quando comparada com outro tipo de doenças, o que irá afetar bastante a vida dessas pessoas.

 

«Uma outra motivação igualmente importante para cuidarmos da nossa voz, prevenindo patologias associadas com o uso e abuso vocal com educação vocal e hábitos de higiene vocal está relacionada com o facto de que cantar faz bem!», pode ler-se no estudo divulgado. Afinal, o ditado popular “quem canta seus males espanta” parece ter algum fundo de verdade.

 

VEJA TAMBÉM: CONSTIPAÇÃO, GRIPE OU ALERGIA?

 

Os portugueses gostam de cantar

O canto em grupo, para além de ser uma das atividades criativas mais apreciadas no mundo inteiro, é terapêutico, visto contribuir para a satisfação pessoal, integração e coesão social e promove ainda a saúde e o bem-estar físico, emocional, psicológico, além de ainda estimular o desenvolvimento cognitivo das crianças. Portanto, cantar faz tão bem ao bem-estar físico, quanto ao bem-estar emocional e psíquico.

 

E não é que os portugueses gostam de cantar? Pois, é verdade. Consegue adivinhar qual é o género musical preferido? Segundo 63% dos questionados é a música comercial, o chamado pop-rock, 42% afirmam ser o Jazz, 40% o Fado, considerado pela UNESCO como Património Imaterial da Humanidade, seguida de baladas portugueses (38%) e música erudita (32%).

 

Segundo o estudo «uma esmagadora parte dos inquiridos demonstrou interesse em poder vir a frequentar aulas de canto e/ou técnica vocal (90%)», devido a sentirem necessidade de aprender a projetar a sua voz, ter uma voz mais saudável e para poder por em prática as suas sessões de cantoria sem ter de ser somente no duche ou no carro enquanto se desloca para o trabalho.

 

VEJA TAMBÉM: TEM TOSSE? COMA CHOCOLATE!

 

Concluindo, os portugueses são muito sensíveis à temática da voz, preocupando-se com a sua saúde e mostrando interesse em expandir os seus conhecimentos sobre a mesma, o que revela também que «existe uma grande necessidade de educação vocal em Portugal», conclui.

 

Para este estudo foi divulgado um inquérito nas redes sociais, entre os quais responderam 524 pessoas, dos quais 68% mulheres e 32% homens, com idades compreendidas entre os 18 e os 75 anos, sendo os profissionais da voz o grupo profissional mais representado, 59%. Neste dia especial, Dia Mundial da Voz, deixamos na galeria no início do artigo alguns dos cuidados a ter para preservar a sua voz.

Artigo anterior

Dieta para quem não tem tempo (pequenos truques que podem ajudar)

Próximo artigo

Europa procura a melhor fotografia de água