Home»BEM-ESTAR»COMPORTAMENTO»A importância de parar, ir de férias…

A importância de parar, ir de férias…

O ano de 2021 está a ser provavelmente um dos anos mais complexos das nossas vidas. Inevitavelmente o cansaço, começa a dar sinais.

Pinterest Google+
PUB

2021 começou por ser um Ano Novo que mais cheirava a velho. A Covid-19 ainda fazia parte da nossa realidade, máscaras, desinfetantes passaram a fazer parte das nossas vidas. Iniciou-se com a vida em “pause” dominada pela incerteza de não saber quando carregaríamos no botão para que voltasse à tão ansiada “normalidade”.

 

Vivemos tempos difíceis que obrigaram a alterar rotinas e a equacionar a forma de ser e estar em sociedade. Necessitámos de muitos recursos, novas estratégias e mecanismos de adaptação, causando um elevado desgaste psicológico. Experienciámos um conjunto de emoções e sentimentos, negando, hipervalorizando, ficando indiferente ou reagindo com os recursos que sabíamos e tínhamos.

 

Somos seres acostumados a ter o controle sobre a realidade imediata, sentir que estávamos no meio do caos, que o ontem era certo e seguro, e o hoje incerto perturbou-nos e inquietou-nos. Por tudo isto, 2021 está a ser provavelmente um dos anos mais complexos das nossas vidas. Inevitavelmente o cansaço, começa a dar sinais.

 

VEJA TAMBÉM: DESORDEM AFETIVA SAZONAL: ATENÇÃO À TRISTEZA NO VERÃO

 

Férias precisam-se…

E férias são férias…Não interessa onde, pois são as pessoas que fazem os lugares e não o contrário. Por isso liberte-se da teia da comparação e prepare as suas férias.  Não queira férias de sonho, mas só simplesmente férias.

 

Deixe de comparar as suas férias com as do vizinho, colega, as dos anos anteriores ou até mesmo das séries de sonho da televisão. Aproveite e usufrua das suas, são momentos únicos. Lembre-se que mais do que a quantidade, o número de dias, é a qualidade, o que faz com cada dia. Tenha sempre em mente o objetivo das férias.

 

As férias são importantes para recuperar algum fôlego, recarregar baterias, para acalmar a mente e o corpo, ou para simplesmente parar. Representam um período de reconexão com a família, amigos, e trazem a oportunidade de repensar escolhas, decisões e projetos. Simbolizam um descanso regenerador, que nos permita voltar ao trabalho com maior foco, maior capacidade de concentração e de raciocínio.

 

Mas não formule a expectativa que estas férias vão resolver tudo. Expectativas demasiado elevadas condicionam a forma como vivemos a realidade, afetando-a positivamente ou negativamente e inevitavelmente impedindo de usufruir o momento.

 

Não leve o ritmo do seu dia-a-dia, caso contrário as férias serão um novo trabalho. Simplifique, não queira planear tudo e assegure apenas o mais importante. Se algo não correr tão bem, minimize e veja o lado positivo, afinal está de férias. E férias são só férias…

 

Não faça demasiados planos, caso contrário não viverá com intensidade todos os momentos. Divirta-se apenas!

 

Descomplique!

 

Artigo anterior

Amnistia Portugal lança petição a favor dos civis afegãos

Próximo artigo

Cuidados de beleza pós-férias para recuperar das agressões do verão