Home»ATUALIDADE»EDITORIAL»A altura dos balanços e o caminho da felicidade

A altura dos balanços e o caminho da felicidade

Mas se estamos a falar de balanços, não deveria ser uma época para se pensar só no que faz falta, naquilo que ainda não se tem e se pretende alcançar. Também se deveria pensar no que já se tem. No que nos deixa felizes. E agradecermos, com outras tantas passas, o que temos de bom nas nossas vidas.

Pinterest Google+

Estamos a chegar ao final do ano, altura, por excelência, dos balanços. Quanto mais não seja, pelos desejos pensados antecipadamente para pedir ao som das 12 badaladas, o que por si só já estabelece o patamar de onde se quer partir.

 

É bom que haja uma época do ano em que se ‘fecha’ para balanço. Com a correria da vida atual, poucos conseguem parar e pensar em que ponto estão na sua vida, se a isso não forem obrigados ou espicaçados para. É o que faz esta semana de fecho do ano.

 

O ritual da contagem decrescente para o novo ano, de pedir um desejo por cada uma das 12 passas, obriga-nos a pensar no que desejamos para a nossa vida. Cada um por si, pensa, reflete brevemente e pensa no que lhe falta. No final, acaba por ser a sua busca da felicidade.

 

Um novo ano aí vem, e com ele a esperança de melhores dias, de se alcançarem objetivos, de lançamento de novos projetos, de realização de desejos…

 

E o que se quer para 2018? Felicidade. É a isto que se resume. Quer um novo emprego para o deixar mais feliz; quer iniciar-se na maternidade/paternidade, para encontrar novas formas de felicidade; quer recuperar a sua saúde, pois sem ela não se consegue ser totalmente feliz; quer ser feliz na relação amorosa para se sentir completo/completa…? Ou seja, quer ser feliz, não é?

 

Mas se estamos a falar de balanços, não deveria ser uma época para se pensar só no que faz falta, naquilo que ainda não se tem e se pretende alcançar. Também se deveria pensar no que já se tem. No que nos deixa felizes. E agradecermos, com outras tantas passas, o que temos de bom nas nossas vidas.

 

Assim sendo, comemoremos a entrada em 2018 com 24 passas: 12 para os desejos a alcançar em 2018 e 12 pelos motivos que nos deixam felizes. É muita passa? Não me parece, a sua vida merece.

 

Feliz 2018!

Artigo anterior

Cães gulosos: a comida de humanos que eles podem ou não comer

Próximo artigo

Turismo de Portugal lança plataforma Portuguese Trails