Resultados para “cancro da mama”

Conheça oito fatores de risco para desenvolver cancro da mama. Veja de seguida.

Em Portugal surgem por ano 6.000 novos casos de cancro da mama, a grande maioria em mulheres. Diogo Alpuim Costa, oncologista no Hospital CUF Descobertas e CUF Cascais, explica como se manifesta a doença e quais os fatores de risco associados a ela.
Ler mais

Estudo realizado nos EUA descobre que fumadores ou ex-fumadores têm uma incidência maior de metástases pulmonares em comparação com pacientes que nunca fumaram.
Ler mais

O programa combina técnicas de mindfulness, aceitação e compaixão, tendo como objetivo promover uma autogestão emocional mais eficaz e, assim, melhorar o funcionamento psicossocial e qualidade de vida de doentes com cancro.
Ler mais

A CUF Oncologia assinala mês de outubro com campanha de Diagnóstico Precoce de Cancro da Mama. Avaliações vão decorrer nas unidades do grupo em Almada, Cascais, Coimbra, Lisboa, Porto, Santarém, Sintra, Torres Vedras e Viseu.
Ler mais

O cancro da mama triplo negativo é o subtipo mais agressivo, representando 15 a 20 por cento de todos os tumores malignos da mama.
Ler mais

Um novo estudo vem defender que o consumo de iogurte natural está associado a uma redução no risco de cancro da mama, porque este ajuda à substituição de bactérias nocivas por bactérias benéficas. Ressaltam, no entanto, a necessidade de mais provas para confirmarem esta hipótese.
Ler mais

A CUF Instituto de Oncologia assinala mês de outubro com a campanha “Proteja-se do Cancro da Mama” com avaliações gratuitas com especialistas em cancro da mama em várias cidades do país. As avaliações são dirigidas a mulheres e homens.
Ler mais

Fatores como a história familiar, sexo e idade são inalteráveis, mas outros tantos são potencialmente evitáveis. Deve ser combatido o excesso de peso, diminuir o consumo de álcool, diminuir hábitos tabágicos, e estimular a amamentação. O Dia Nacional de Prevenção do Cancro da Mama assinala-se a 30 de outubro.
Ler mais

O cancro da mama não é uma doença exclusiva do nosso tempo. Conhecido e estudado desde a Antiguidade, a história dos conhecimentos sobre a sua natureza, diagnóstico ou práticas terapêuticas reflete uma evolução lenta da scientia, com algumas aquisições certas (muito antigas) que prevaleceram até hoje. Artigo de Diogo Alpuim Costa, oncologista na CUF Instituto de Oncologia.
Ler mais
O Instituto de Telecomunicações diz que a imagem por microondas oferece um maior contraste entre tecidos saudáveis e malignos e favorece, por isso, uma deteção mais confiável do que os métodos tradicionais. Diz também ser uma tecnologia mais económica, o que potencia a sua utilização para rastreio de populações em larga escala.

O Instituto de Telecomunicações diz que a imagem por microondas oferece um maior contraste entre tecidos saudáveis e malignos e favorece, por isso, uma deteção mais confiável do que os métodos tradicionais. Diz também ser uma tecnologia mais económica, o que potencia a sua utilização para rastreio de populações em larga escala.
Ler mais