Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»25% das gravidezes terminam em aborto induzido

25% das gravidezes terminam em aborto induzido

Os dados da Organização Mundial de Saúde mostram uma percentagem elevada de mulheres que optam pelo aborto, o que se torna muito perigoso sobretudo nos países onde é feito de forma ilegal.

Pinterest Google+
PUB

Uma em cada quatro gestações termina em aborto induzido a cada ano, segundo as estimativas globais da Organização Mundial de Saúde e do Instituto Guttmacher.

 

Segundo os cientistas, o número atual de abortos, no mundo, aumentou de 50 milhões por ano, entre 1990-1994, para 56 milhões por ano, entre 2010-2014. O aumento do número é visto como resultado, em parte, pelo crescimento demográfico e pelo desejo de ter famílias menores.

 

O cálculos mostraram que enquanto o número de abortos por pessoa permaneceu estagnado em muitas áreas mais pobres, em áreas mais ricas caiu de 25 para 14 por 1000 mulheres em idade reprodutiva.

 

Veja a galeria: Beleza na gravidez

 

Os investigadores apontam que as taxas de aborto foram semelhantes em todos os países independentemente da legalização do ato. Ao que parece, as leis que proíbem o aborto não limitam o número de terminações. Ao invés, podem levar as pessoas a procurar estabelecimentos que façam abortos ilegais que podem não ser seguros.

 

O relatório destaca áreas como a América Latina, onde uma em cada três gestações termina em aborto – maior do que qualquer outra região do mundo. Segundo o estudo, houve ainda um ligeiro aumento nas taxas de aborto na Europa Ocidental que se pensa estar associado ao aumento de mulheres que migram do leste da Europa.

Artigo anterior

O que pensam as celebridades da família Kardashian?

Próximo artigo

Vhils eleito Personalidade do Ano