Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»Órgãos desintoxicados: 24 horas de nutrigenética

Órgãos desintoxicados: 24 horas de nutrigenética

Precisamos diariamente de contribuir para o equilíbrio dos órgãos que cuidam da remoção de toxinas do corpo. Quem são eles? O intestino, os rins, o fígado e a linfa.

Pinterest Google+

Desintoxicação ou destoxificação é um termo geral que descreve a remoção de substâncias tóxicas do corpo. Todos nós temos o hábito diário de tomar banho porque nos preocupamos com a higiene externa do corpo. No entanto, quase todas as pessoas se esquecem que internamente também devemos respeitar as mesmas regras de higiene diária, não apenas uma vez por semana, ou por mês.

 

Precisamos diariamente de contribuir para o equilíbrio dos órgãos que cuidam da remoção de toxinas do corpo, porque são eles os nossos filtros que diariamente eliminam tudo o que nos ataca o sistema imunológico e o equilíbrio metabólico. Como se chamam esses filtros? Intestino, os rins, o fígado e a linfa.

 

Para limpar ou desintoxicar o corpo, precisamos fazer com que as toxinas se transformem em matéria mais solúvel, para que através da urina e da bile possam ser eliminadas. É no intestino e no fígado que ocorrem os principais processos de limpeza. O intestino é o grande laboratório que equilibra o sistema imunológico, é aqui que reside o grande segredo da nossa saúde.

 

VEJA TAMBÉM: BEBER 8 COPOS DE ÁGUA DIARIAMENTE: FACTO OU FICÇÃO?

 

O uso de probióticos, (de origem grega e significa “para a vida” ou micro-organismos vivos) e prebióticos (fibras não digeríveis) auxiliam na produção das endotoxinas (toxinas encontradas no interior da célula bacteriana), que alteram a função imunológica.  Por isso, é importante o consumo de alimentos que auxiliam o bom trabalho do intestino, e contribuem para o aumento de glutaminas, do zinco e dos ácidos gordos essenciais, que atuam na reparação da mucosa intestinal.

 

A forma mais saudável para reparar o seu organismo é consumir alimentos nutracêuticos, em substituição dos suplementos. Como probiótico e em substituição dos alimentos lácteos, o chocolate negro (70%) é um dos nutracêuticos recomendados. O processo de fermentação dos grãos de cacau possui uma atividade maior que as bactérias do leite, de acordo com alguns estudos científicos. Outros alimentos são a clorella, spirulina, azeitonas, leite de soja, moringa, banana e pão integral, alimentos germinados e kefir. Como prebióticos, temos por exemplo o alho francês, tomate, banana, cereais integrais, como a cevada, aveia e trigo integral, e o mel e cerveja, que devem ser de uso não muito prolongado.

 

A pectina, que está presente na entrecasca dos cítricos, do maracujá e na maçã. As ligninas nas cascas de frutas oleaginosas (linhaça, gergelim, amêndoas…) e leguminosas como a soja e o feijão, (azuki). A inulina que é encontrada na raiz da chicória, no alho, na cebola, nos aspargos e na alcachofra. Na forma de suplemento alimentar em formato de fármaco, os mais recomendados são: vitaminas C, E, B12, B6, B9, selénio, zinco, cobre, coenzima Q10.

 

VEJA TAMBÉM: OS MELHORES CHÁS PARA PERDER A BARRIGA

 

No fígado ocorrem os processos de renovação da energia do sistema metabólico. Ele tem a função de fábrica orgânica, onde se removem as toxinas enviadas pelo sistema circulatório, (sangue) e pelos alimentos enviados do intestino. No fígado também se armazenam nutrientes e produzem-se as proteínas e as vitaminas essenciais para nossa saúde.

 

São os fatores alimentares os maiores responsáveis pelo equilíbrio metabólico de cada indivíduo, e que podem influenciar a nossa expressão genética. Se não cuidarmos da nossa saúde e do nosso bem-estar, todo o nosso fenótipo pode sofrer alterações. Estas alterações explicam-se através da epigenética que é o estudo da modificação do genoma herdável durante a divisão da célula e que não envolve a mudança na sequência do DNA.

 

Por isso, desintoxicar ou fazer detox não pode ser feito só quando nos apetece, ou quando queremos emagrecer. O detox deve ser um processo diário, tal como o banho e tudo aquilo que envolve o nosso bem-estar total. Faça uma alimentação equilibrada, (combine 1 elemento de cada, da lista de prebióticos e de probióticos), beba no mínimo 8 copos de água de boa qualidade, por dia, reduza o consumo de açúcar e de gorduras, aumente a ingestão de alimentos vivos, (crus), caminhe 45 minutos todos os dias, exponha-se 15 minutos ao sol entre às 09h e às 12h.

 

E seja sempre feliz, abrace, ame e sorria. Ser saudável, depende apenas de si…

 

 

 

 

 

 

Artigo anterior

Como distinguir se é amor ou paixão de verão?

Próximo artigo

Reduza as toxinas na alimentação: da escolha dos alimentos à sua preparação