Home»GLAMOUR»LUXOS»14.5 milhões de euros: estes são os sapatos mais caros do mundo

14.5 milhões de euros: estes são os sapatos mais caros do mundo

Diamantes, sapatos e ouro. Alguns dos 'melhores amigos' das mulheres foram reunidos para criar os sapatos mais caros do mundo. Dois raros e puros diamantes de 15 quilates adornam cada sapato, justificando este valor exorbitante. Mas não só…

Pinterest Google+

Chamam-se ‘Passion Diamond Shoes’, têm um custo de 17 milhões de dólares (cerca de 14.5 milhões de euros) e são os novos sapatos mais caros do mundo. Isto porque superaram as sandálias criadas no ano passado, também no Dubai e como presente para o 30º aniversário de uma jovem, que tinham o valor de 13 milhões de euros.

 

Os novos sapatos mais caros do mundo fazem parte da mais recente coleção da Jada Dubai, empresa que cria sapatos de luxo para mulheres, localizada no Dubai, Emiratos Árabes Unidos. Este par de sapatos, que promete tomar de ‘assalto’ o mundo da moda, foi feito em parceira com os Passion Jewerls, um grupo de joalheiros bastante famoso no Dubai.

 

VEJA TAMBÉM: DIAMANTES: PORQUE SÃO AS PEDRAS MAIS VALIOSAS DO MUNDO?

 

Os ‘Passion Diamond Shoes’ são feitos em ouro e os stilettos são cravejados, de um lado ao outro, com preciosos diamantes. Mas não só. Dois raros e puros diamantes (corte D Flawless) de 15 quilates adornam cada sapato, juntamente com outras 235 pequenas joias que adornam a abertura dos sapatos até ao ponto em que eles encontram o pé. E são estas duas joias puras que justificam o valor dos sapatos.

 

Este par valioso foi apresentado no Burh Al Arab, o hotel mais exclusivo do mundo, durante o desfile da mais recente coleção da Jada Dubai. Para além dos ‘Passion Diamond Shoes’, também foram apresentados os ‘Diamond Pearl Sandals’, que têm um custo de 21 mil euros, e os ‘Rugby Stilettos’, que custam 23 mil euros. Para carteiras mais acessíveis.

Artigo anterior

Sociedade Portuguesa de Pneumologia lança campanha #EUNÃOFUMO dirigida aos adolescentes

Próximo artigo

Contraceção: métodos naturais ou farmacológicos?